• Vagalume
  • A-Z
  • Estilos
  • Top 100
  • Playlists
  • Rádio
  • Hot Spots
  • Notícias
  • PLAY

    Encontrou algum erro na letra ou tradução? Colabore com a gente clicando nas frases abaixo ou enviando uma correção completa »
    Ciega, Sordomuda
    Se me acaba el argumento
    Y la metodología
    Cada vez que se aparece frente
    A mí tu anatomía

    Por que este amor ya no entiende
    De consejos, ni razones
    Se alimenta de pretextos
    Y le faltan pantalones
    Este amor no me permite
    Estar en pie
    Por que ya hasta me ha quebrado
    Los talones
    Aunque me levante volveré a caer
    Si te acercas nada es útil
    Para esta inútil

    Bruta, ciega, sordomuda
    Torpe, traste y testaruda
    Es todo lo que he sido
    Por ti me he convertido
    En una cosa que no hace
    Otra cosa mas que amarte
    Pienso en ti día y noche
    Y no se como olvidarte
    Cuántas veces he intentado
    Enterrarte en mi memoria
    Y aunque diga ya no más
    Es otra vez la misma historia
    Por que este amor siempre sabe
    Hacerme respirar profundo
    Ya me trae por la izquierda
    Y de pelea con el mundo

    Si pudiera exorcizarme de tu voz
    Si pudiera escaparme de tu nombre
    Si pudiera arrancarme el corazón
    Y esconderme para no sentirme
    Nuevamente

    Bruta, ciega, sordomuda
    Torpe, traste y testaruda
    Es todo lo que he sido
    Por ti me he convertido
    En una cosa que no hace
    Otra cosa mas que amarte
    Pienso en ti día y noche
    Y no se como olvidarte

    Ojerosa, flaca, fea desgreñada
    Torpe, tonta, lenta, nécia, desquiciada
    Completamente descontrolada
    Tu te das cuenta y no me dices nada
    Se me ha vuelto la cabeza un nido
    Donde solamente tu tienes asilo
    Y no me escuchas lo que te digo
    Mira bien lo que vas a hacer conmigo

    Bruta, ciega, sordomuda
    Torpe, traste y testaruda
    Es todo lo que he sido
    Por ti me he convertido
    En una cosa que no hace
    Otra cosa mas que amarte
    Pienso en ti día y noche
    Y no se como olvidarte

    Bruta, ciega, sordomuda
    Torpe, traste y testaruda
    Es todo lo que he sido
    Por ti me he convertido
    En una cosa que no hace
    Otra cosa mas que amarte
    Pienso en ti día y noche
    Y no se como olvidarte

    Bruta, ciega, sordomuda
    Torpe, traste y testaruda
    Es todo lo que he sido
    Por ti me he convertido
    En una cosa que no hace
    Otra cosa mas que amarte
    Pienso en ti día y noche
    Y no se como olvidarte
    Cega, Surda-muda
    Se me acaba o argumento
    E a metodologia
    Cada vez que aparece a minha frente
    Sua anatomia

    Porque este amor já não entende
    Conselhos e razões
    Se alimenta de pretextos
    E lhe faltam as calças
    Este amor não me permite
    Ficar em pé
    Porque até já me quebrou
    Os calcanhares
    Ainda que eu me levante voltarei a cair
    Se você se aproxima nada é útil
    Pra esta inútil

    Burra, cega, surda-muda
    Desajeitada, irritada, teimosa
    é tudo o que eu tenho sido
    Por este amor me converti
    Em uma coisa que não faz
    Outra coisa além de amar você
    Penso em você dia e noite
    Não sei como esquecer você
    Quantas vezes tentei
    Enterrar você em minha memória
    E mesmo que eu diga que não
    é outra vez a mesma história
    Porque este amor sempre sabe
    Me fazer respirar profundo
    Me trazendo pela esquerda
    E brigando com o mundo

    Se eu pudesse me exorcisar da sua voz
    Se eu pudesse escapar do seu nome
    Se eu pudesse arrancar meu coração
    E me esconder pra não me sentir
    Novamente

    Burra, cega, surda-muda
    Desajeitada, irritada, teimosa
    é tudo o que eu tenho sido
    Por este amor me converti
    Em uma coisa que não faz
    Outra coisa além de amar você
    Penso em você dia e noite
    Não sei como esquecer você

    Desfigurada, fraca, feia, desordenada
    Desajeitada, tonta, lenta, idiota, desengonçada
    Completamente descontrolada
    Você percebe e não me diz nada
    Vê que minha cabeça virou um ninho
    Onde apenas você tem abrigo
    E não escuta o que eu digo
    Veja bem o que vai fazer comigo

    Burra, cega, surda-muda
    Desajeitada, irritada, teimosa
    é tudo o que eu tenho sido
    Por este amor me converti
    Em uma coisa que não faz
    Outra coisa além de amar você
    Penso em você dia e noite
    Não sei como esquecer você

    Burra, cega, surda-muda
    Desajeitada, irritada, teimosa
    é tudo o que eu tenho sido
    Por este amor me converti
    Em uma coisa que não faz
    Outra coisa além de amar você
    Penso em você dia e noite
    Não sei como esquecer você

    Burra, cega, surda-muda
    Desajeitada, irritada, teimosa
    é tudo o que eu tenho sido
    Por este amor me converti
    Em uma coisa que não faz
    Outra coisa além de amar você
    Penso em você dia e noite
    Não sei como esquecer você




    Comente
    user 300 caracteres restantes. Enviar

    Todas as letras de Shakira

    Publicidade
    Notícias
    Mais notícias »
    Hot Spot
    Top Músicas do Vagalume
    Top 100 »

    As informações deste site são postadas integralmente pelos usuários. É importante dizer que é possível que os dados estejam desatualizados ou incorretos, sendo assim, o Vagalume exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas.Caso haja interesse em remover ou alterar alguma informação, entre em contato conosco.


    É permitida somente a visualização no site das letras de músicas encontradas aqui, vedada sua reprodução através de quaisquer outros meios (Lei 9610/98).Todas as letras de músicas são propriedade dos seus respectivos autores e divulgadas somente para fins educacionais.All lyrics are property and copyright of their owners. All lyrics are provided for educational purposes only.