Sérgio Reis
Página inicial > Sertanejo > S > Sérgio Reis > São Cristóvão

São Cristóvão

Sérgio Reis

O Divino Espírito do Sertão


São Cristóvão foi em vida
Um homem de fé e brio
Morava na beira d'água
Num lugar triste e sombrio
Para ganhar o seu pão
O seu povo ele serviu
Levando gente nos braços
Pra outra margem do rio

Com seu corpo de gigante
Não temia a correnteza
Mas tudo que há no mundo
Tem o seu fim na certeza
São Cristóvão envelheceu
E perdeu sua destreza
Vendo o rio lhe fazer frente
Chorava até de tristeza

Mas numa noite tão fria
Um milagre ali surgiu
Chegou uma criança aflita
E ao bom velho assim pediu
Me atravesse do outro lado
Sou um menino doentio
O velho ergueu o menino
E entrou nas águas do rio

E quanto mais avançava
Pra cumprir sua missão
Mais a criança pesava
Em seus braços de cristão
De repente do outro lado
Fez um bonito clarão
E o velhinho já cansado
Recebeu a proteção

Saiu d'água passo a passo
E viu com grande alegria
Que a criança no seus braços
Era o Filho de Maria
Abraçado ao bem feitor
Jesus Menino sorria
Nas alturas do infinito
Com o velhinho ele subia

São Cristóvão foi pro céu
Por ter alma benquista
Pois quem faz o bem na Terra
O reino de Deus conquista
Por isso ao entrar num carro
Que me agrada mais a vista
É a imagem do glorioso
Protetor dos motoristas

Composição: Ado Benatti, Luizinho

Letra enviada por

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Sérgio Reis no Vagalume.FM

ÚLTIMAS

ESTAÇÕES

ARTISTAS RELACIONADOS