Sérgio Reis
Página inicial > Sertanejo > S > Sérgio Reis > O Pó da Estrada

O Pó da Estrada

Sérgio Reis

40 Anos de Estrada


O pó da estrada brilha nos meus olhos
Como a distância matando as palavras
Na minha boca sempre o mesmo assunto
O pó da estrada

O pó da estrada fica no meu rosto
Como a distância marcando as palavras
Na minha boca sempre a mesma sede
O pó da estrada

Eu conheci um velho vagabundo
Que andava por aí sem querer parar
Quando parava ele dizia a todos
Que o seu coração ainda rolava pelo mundo

E o pó da estrada gruda em minha roupa
O cheiro forte da poeira levantada
Levando a gente sempre mais a frente
Nada mais urgente que o pó da estrada
Que o pó da estrada


Eu conheci um velho vagabundo
Que andava por aí sem querer parar
Quando parava ele dizia a todos
Que o seu coração ainda rolava pelo mundo

E o pó da estrada gruda em minha roupa
O cheiro forte da poeira levantada
Levando a gente sempre mais a frente
Nada mais urgente que o pó da estrada
Que o pó da estrada

Composição: Zé Rodrix, Sá, Guarabira

Letra enviada por

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Sérgio Reis no Vagalume.FM

ÚLTIMAS

ESTAÇÕES

ARTISTAS RELACIONADOS