• Vagalume
  • A-Z
  • Estilos
  • Top 100
  • Playlists
  • Rádio
  • Hot Spots
  • Notícias
  • Play
    PLAY

    (yuri)

    Maria combinho
    Tem em qualquer festinha
    Redbull não te da asas
    Ele molha a calcinha
    Mercenaria mó otaria
    Ordinaria sangue suga sanguinaria
    Te acharca em qualquer área
    Salafraria
    Só quer aparecer
    Nunca fortalecer
    Na hora de fexar
    Só falta ela correr
    Uma noite nada mais
    É o que eu tenho pra você
    Mesmo com tudo isso
    Eu vou te da prazer
    Mas não venha me dizer
    Sobre o seu querer
    Quer que eu tenha algo serio com você
    Porque aê
    No máximo eu vou fazer você gemer
    Quando tu crescer agente pode ver
    Que foi melhor dessa forma
    Então, xupa xupa xupa e não me transtorna
    Nem me emcomoda, se não roda

    Acabou tudo!

    Pô é foda!

    Refrão: (lm)

    Danada assim você quer que eu perca minha namorada
    Com dedo na boca essa cara de safada
    Com dedo na boca insinuando a mamada
    Da da da vem me dá (2x)

    (venâncio)

    Segunda edição da festinha denovo você
    To de olho em você, vagabunda nenê, nessssa
    Sua buçanha é uma proesa
    Não me arranha isso é destreza
    Continua a edição
    Festinha virou festão
    As vagabunda na minha mão
    Tranquilão, calçinha tava sequinha
    Ficou em liquidação
    Denovo essa situção, me dei bem nessa missão
    To no calçadão, ja to no colchão
    Terçeira edição, finalizando
    Meu pau na sua mão!
    Vagabunda mete o pé
    Não quero mais dar rolé
    Vou na minha que é a de fé!

    Sub-refrão:

    (venâncio & lm)

    Só fui dar uma gaxtada
    Edição no jacaré
    Lança tu que eu ja lançei (2x)

    Gosto das mina virgem e das mina honrrada
    Mas o que eu gosto mesmo é de enfesta com a putaiada (2x)


    (lm)

    Essa é pra ela branca, preta, mestiça, amarela
    Gata ou cadela, gorda ou magrela
    Sem miséria, sem censura, só ternura
    Solta o som e aperta a vela
    To naquela segunda intenção que pode virar terçeira ou quarta
    Em um quarto fica farta, as femeas estam no cio
    Rei ta no baralho de carta
    Se eu nao bato apanho
    Assim eu me assanho
    Na converssa fiada eu te ganho
    Chamo pra toma cerva
    E acabamos tomando um banho
    La em casa na madruga
    Me xupa maluca que eu sei que tu se amarra
    Mostra sua garra me agarra
    Me fala que quer fazer farra
    No ouvido, atenta meu libido
    Que eu faço contigo o que tu quiser
    Mas se conta pras amiga
    Pode arruma algumas intriga
    Pra outras mais assanhada
    Vão sintir frio na barriga
    Beijo me liga que eu ja nasci meio loco
    Me flagrei viajando no seu corpo
    Quero saber seu gosto
    Então gata vem
    Que hoje eu quero te provar
    Olha que eu nem tenho din
    Mas você que quer me dar!

    (foragido a.k.a forage the kid)

    Cuspo na sua cara enquanto eu passo
    Forage the kid, siga os meus passos
    Fresh prince de nikity
    Igual maluco no pedaço
    14, 15, 17, 18 Não importa
    Pode vim que eu descarrego o pente
    Vou gozar bem nos seus dente
    Quando o clima tiver quente
    E ninguem tiver vendo a gente
    Fica de costas ou então de frente
    Seja novinha ou experiente
    Magrinho representa no xosé
    Depois que bebe aguardente
    A propia a.k.a mulher de varios
    Da pala de pentinho igual a mile cyrus
    Hilário, soletra o abecedario
    Pois eu sou o comissário
    Pisca a berola enquanto
    Em baixo eu aterriso meu caralho
    Vai, conta tudo pro teu pai
    Mas ele nao sabe onde a filha vai quando ela sai
    Toda produzida a luz do dia

    Qualé forage e aquela piranha la tal de

    Tudo vadia!

    Bota o combinho pra rufar
    To com os amigo marolando o kank
    Se minha ex para na minha frente
    Tontiando a minha mente
    Vo larga um socão nos dente!

    Refrão: (lm)

    Danada assim você quer que eu perca minha namorada
    Com dedo na boca essa cara de safada
    Com dedo na boca insinuando a mamada
    Da da da vem me dá (2x)

    (forage the kid & baby beef)

    Olha o amigo saindo com ela
    Xupou meu pau de tabela, xupou meu pau de tabela!

    Olha a piranha e o amigo com ela
    Xupou meu pau de tabela, xupou meu pau de tabela!

    Eu grito ha!
    Xupu meu pau de tabela

    Eu grito hey!
    Proximo tema da novela

    Eu grito how!
    Da porrada nessa cadela

    É a jabulani brigando com a vuvuzela!

    Só fui dar uma gaxtada
    Essa piranha é mo mandada
    Gala tu que eu ja galei!

    Só fui dar uma gaxtada
    É o feeling dos combinho
    Fala tu mano persei!

    Te trato com carinho
    Combinho na balada
    Mas se ficar de marra
    Vai entralhe na porrada!

    Letra enviada por LM Ronaldo Lemos
    Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção »

    Comente
    user 300 caracteres restantes. Enviar

    Todas as letras de Sem Miséria

    Publicidade
    Notícias
    Mais notícias »
    Hot Spot
    Top Músicas do Vagalume
    Top 100 »

    As informações deste site são postadas integralmente pelos usuários. É importante dizer que é possível que os dados estejam desatualizados ou incorretos, sendo assim, o Vagalume exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas.Caso haja interesse em remover ou alterar alguma informação, entre em contato conosco.


    É permitida somente a visualização no site das letras de músicas encontradas aqui, vedada sua reprodução através de quaisquer outros meios (Lei 9610/98).Todas as letras de músicas são propriedade dos seus respectivos autores e divulgadas somente para fins educacionais.All lyrics are property and copyright of their owners. All lyrics are provided for educational purposes only.