Página inicial > Folk > S > Sandrera > Moro na Lua

Moro na Lua

Sandrera


Tô sempre com a cabeça na lua
Corpo refém desse chão
Foi caído que eu aprendi
Que amar é a maior oração

Mais se qualquer dia desse
A gente se esbarrar por aí
E se você me acenar e eu não ver você
Por favor abra os braços pulando
Dê uma cambalhota, 5 piruetas
Atire uma pedra nas vidraças dos caretas
Pra chamar a minha atenção
Só assim então eu vou poder te responder
Depois que eu voltar pra mim

Porque eu moro na lua e meu mundo é de papel
Escrevo a minha história de lá de cima do céu
Moro na lua e o meu mundo é de papel
Escrevo a minha história de lá de cima do céu, céu, céu
Que é tão legal Gil e Gal, o amor é atemporal
O céu é o meu quintal

Aprendi a desligar a Tv
Pra poder me ligar
Essa vida não é pra entender
É ser feliz, respirar

Mais depois que você partiu
Saltei de mala pra lua
Só peguei o que eu precisava
Discos da Joan Baez
Livros de Khalil Gibran
Uma foto para deslembrar você
Porque eu quero mesmo
É ver esse mundo explodir
Assistindo tudo no divã
Tomando suco de abacaxi, com hortelã

Porque eu moro na lua e o meu mundo é de papel
Escrevo a minha história de lá de cima do céu
Moro na lua e o meu mundo é de papel
Escrevo a minha história de lá de cima do céu, céu, céu
Que é tão legal Gil e Gal, o amor é atemporal
O céu é o meu quintal

Letra enviada por

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Sandrera no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS