Baby

Sandrera


Venha comigo baby, que já é amanhã
Deixa o passado escorrer, se derramar no divã
Não se preocupe baby, com o caos ou a fera
Vamos cruzar o sertão em um barco a vela

Por detrás do sol, além do horizonte
Os amantes têm asas e ainda bebem da fonte
Da fonte dos sonhos que o cifrão escondeu
O rei não entende se sorrir o plebeu
Um reino que entende quando sorrir um plebeu

Vem, mas solte os cabelos
Não tenha medo, nós vamos voar
Pois só os amantes têm asas
É que os amargos não aprenderam a amar

Veja lá fora baby, a vida não para
Senão pegá-la nos braços, ela dá na sua cara
Salta a janela baby, amanheceu primavera
Vem ser feliz com seu nego, igual final de novela

Por detrás do sol, além do horizonte
Os amantes têm asas e ainda bebem da fonte
Da fonte dos sonhos que o cifrão escondeu
O rei não entende se sorrir o plebeu
Um reino que entende quando sorrir um plebeu

Letra enviada por Vagna Ganen

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Sandrera no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS