Vila Isabel

Sambas-Enredo 2009 (Rio de Janeiro)


Imortal! Com o povo que me conquistou
E a aura do Municipal
Hei de emanar a luz
No palco do meu carnaval
E caminhar, sob o brilho e o ar de Paris
Um boulevard passos para um novo paĂ­s
Nas rimas da minha poesia
O meu Rio de Janeiro
Derrubava o passado e erguia
O cenĂĄrio pra encantar o mundo inteiro

Vi lĂĄ... No Theatro, a cortina se abrir
Com Aída, a platéia vibrar
E a cidade toda aplaudir

Sopram notas musicais
No solo a voz de um tenor
Encontra o som dos violinos
Em sinfonia Ă© linda cena de amor
Girar... No sonho de uma bailarina
Desliza, a divina missĂŁo de encenar
O prato e o riso, paixÔes mascaradas
Até o astro-rei brilhar no céu
Aos mestres da folia, um baile de gala
Com a orquestra lĂĄ do bairro de Noel

Segura a Vila que eu quero ver
Vem brindar e saciar a sede
No alto da sede, coroa hoje brilha
A centenĂĄria maravilha

Compositor: André Diniz, Serginho 20, Artur Das Ferragens E Leonel

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta mĂșsica

Ouça estaçÔes relacionadas a Sambas-Enredo 2009 (Rio de Janeiro) no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS