Página inicial > Samba Enredo > S > Salgueiro > Samba-Enredo 2017 - A Divina Comédia do Carnaval

Samba-Enredo 2017 - A Divina Comédia do Carnaval

Salgueiro


Vou embarcar em ilusões
À loucura me entregar
Prazer (ô prazer)
Sou poeta delirante, o amante
Na profana liberdade
Devoto da infernal felicidade
Quero o gostoso veneno do beijo
Saciar o meu desejo
Me embriagar
Nos braços da folia me jogar

Vou me perder pra te encontrar
Enlouquecer, morrer de amar!
Pra que juízo, amor? A noite é nossa
Do jeito que o pecado gosta!

Sinto minh'alma se purificar
Vislumbrar
O paraíso, no firmamento
Três com sagrados talentos
Vê, estão voltando as flores
Lá, onde ressoam tambores
Toca batuqueiro, dobre o rum
Aos presentes de Orum

Gira baiana e faz do céu um terreiro
Tinge essa avenida de vermelho
É nossa missão, carnavalizar a vida
Que é feita pra sambar!

Dessa paixão que encanta o mundo inteiro
Só entende quem é Salgueiro
Só entende quem é Salgueiro

Letra enviada por Playlists do Vagalume

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Salgueiro no Vagalume.FM

ÚLTIMAS

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS