Página inicial > Samba Enredo > S > Salgueiro > Samba-Enredo 2013

Samba-Enredo 2013

Salgueiro


Tenho fama
De fazer história por ser diferente
Quem me ama é parte das páginas que escrevi
Quero sim, eternizar a minha vida
Meu nome outra vez na avenida
Porque sempre foi assim ...
Escribas selavam destinos
Mostravam o deus vivo, eterno poder
Nos versos de tantos poetas
Em Alexandria a grande expressão do saber
Noite encantada, se fez mascarada pela emoção
É bela ou fera ? se você quer saber espera

Pra ver o quê? o traço do pintor
Que o "astro" Rei Luis retratou
Tá na galeria, em museus
"Imagine", teve gente se achando mais que Deus

No embalo do som das canções
Causar histeria, arrastar multidões
Revolucionar com os seus ideais
Imagem que o tempo não apaga jamais
Se vacilar, cair na rede, vão criticar ... o que é que tem ?
Vida de celebridade é um vai e vem
Vem cá meu bem, ajuste o foco, vou nessa foto
Te revelar para o mundo inteiro
Sou eu o artista, famoso sambista
Me chama salgueiro

Ta na capa da revista o meu pavilhão
E na cara dessa gente, o orgulho, a emoção
Vermelha paixão no peito
Tem banca, moral, respeito !

Compositor: Marcelo Motta,joão Ferreira , Ge Lopes e Thiago Daniel

Letra enviada por thaica

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Salgueiro no Vagalume.FM

ÚLTIMAS

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS