Página inicial > Samba Enredo > S > Salgueiro > Samba-Enredo 1997

Samba-Enredo 1997

Salgueiro


DE POETO, CARNAVALESCO E LOUCO...TODO MUNDO TEM UM POUCO

Vem, vem, vem, vem nessa onda amor
Vou viajando, eu vou
Na imaginação
Dos poetas
E tradicionais fardões
É gostoso viajar
E no tempo encontrar
A rainha em seu mundo
Num profundo delirar
Na tela, ou na escultura
Tem arte, também tem loucura
Girassóis invadem a mente
De um artista envolvente
Nossa folia é multicor
Salgueiro encanta a passarela
As cores são belas
Vem ver, meu amor
Alegria da galera
Arte, ou será loucura ?
A busca continua
Em sua liberdade de expressão
Barca, me leva
Pelos caminhos do Sol
E desse sonho, eu não quero acordar
Visto a arte em fantasia
Pra fazer meu povo delirar
Eu vou zoar, eu vou!
Vou brincar, com você, amor
Enlouquecendo esta cidade
Salgueiro é felicidade

Compositor: Márcio Paiva, Adalto Magalha, Eduardo Dias e Quinho

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Salgueiro no Vagalume.FM

ÚLTIMAS

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS