Página inicial > Samba Enredo > S > Salgueiro > Samba-Enredo 1990

Samba-Enredo 1990

Salgueiro


SOU AMIGO DO REI

Vim ... (Meu amor)
De uma era medieval
Para brincar o carnaval
A folia tomou conta da cidade
A ordem do rei é cantar
Sou menestrel do divino
A poesia já vem me contagiar
Os doze pares de França
Se trançam em busca do mesmo ideal
Cristãos e mouros se lançam
Na luta de bem e o mal
Lagedo sagrado
O rei congo aqui chegou
Pra ser coroado
Neste “Reino de Xangô”
Tumba lá e cá, é Moçambique
Tumba lá e cá, rainha ginga
Hoje os sertões
Se manifestam
Cariri, pageú, siridó
É de couro e prata a coroa
Fidalgos de minha casa real
(O luar é divinal)
Tabuleiro de xadrez
Mesa de baralho
Zumbi, louvado seja o ritual
Pastorinhas brilham neste festival
E as bandeiras colorindo o visual
O Salgueiro é pra quem tem fé
No gingado das baianas
Vem, meu povo, diz no pé

Compositor: Alaor Macedo, Arizão, Demá Chagas, Pedrinho da Flor e Fernando Baster

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Salgueiro no Vagalume.FM

ÚLTIMAS

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS