• Vagalume
  • A-Z
  • Estilos
  • Top 100
  • Playlists
  • Rádio
  • Hot Spots
  • Notícias
  • Play
    PLAY

    DO YORUBÁ À LUZ, A AURORA DOS DEUSES

    Olorum, ô-ô,
    Misto de infinito e eternidade
    Também teve seu momento de vaidade,
    Criou a terra e o céu de Oxalá
    Pra gerar Angaju e Iemanjá
    E Iemanjá, além de Xangô
    Em seu ventre, doze entidades gerou
    Pra reinarem pregando a paz e o amor.
    Enquanto Oxumaré, com bom gosto e singeleza,
    Matizava a natureza,
    Ifá mandou Exu, o mensageiro,
    Abrir caminhos pelo mundo inteiro
    E quando os tumbeiros aportaram,
    Reis, heróis e deuses de Iorubá
    Em seu novo mundo aclamaram
    Xangô seu pai no Axé-opô-afonjá
    E os pretos velhos da Bahia
    Ainda seguem seus antigos rituais,
    Usando a mais pura magia
    Nos terreiros de famosos babalorixás.
    Saruê! Baiana, iorubana,
    Da saia amarrada co'a paia da cana

    Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção »

    Comente
    user 300 caracteres restantes. Enviar

    Todas as letras de Salgueiro

    Publicidade
    Notícias
    Mais notícias »
    Hot Spot
    Top Músicas do Vagalume
    Top 100 »

    As informações deste site são postadas integralmente pelos usuários. É importante dizer que é possível que os dados estejam desatualizados ou incorretos, sendo assim, o Vagalume exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas.Caso haja interesse em remover ou alterar alguma informação, entre em contato conosco.


    É permitida somente a visualização no site das letras de músicas encontradas aqui, vedada sua reprodução através de quaisquer outros meios (Lei 9610/98).Todas as letras de músicas são propriedade dos seus respectivos autores e divulgadas somente para fins educacionais.All lyrics are property and copyright of their owners. All lyrics are provided for educational purposes only.