Página inicial > Samba Enredo > S > Salgueiro > Samba-Enredo 1970

Samba-Enredo 1970

Salgueiro


PRAÇA ONZE, CARIOCA DA GEMA

És carioca da gema,
Digna de um poema,
Ó Praça Onze,
Eterna capital
Do nosso samba brasileiro,
Tradição do carnaval.
Nas madrugadas em festas,
Boêmios esqueciam serestas
Para compor com um grupo de batuqueiros
Iluminados pela luz de candeeiros.
Tia Ciata,
Que era bamba pra valer,
Não desprezava um pagode
Antes do dia amanhecer.
Oi, abre a roda, meninada,
Que o samba virou batucada.
Pau pau-pereira
Pau-pereira ingratidão
Todo pau o vento leva
Só o pau-pereira não

Compositor: Miro, Silvio, Duduca e Omildo Souza Bastos

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
essa letra:

Ouça estações relacionadas a Salgueiro no Vagalume.FM

ÚLTIMAS

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS