Claro Oscuro (tradução)

Ruben Blades


Luz Negra


Catarino no alimento lhe dá um sabor

A boca como que deixa uma doença de longa

o mar um vento que cheira derrames afogados

e rosa; pessoas sonham enquanto na maré

uma lua verde está falido, e toda a cidade

atrás de palpites e sombra militar

Às onze da noite as calçadas são recolhidos e

As pessoas vão esquecer suas casas


Em um escuro claro, entre a vida ea morte

Um perfume de rosas que vêm do mar

As pessoas estão preocupadas porque eles estão se sentindo

Por outro lado, e embora a rádio não diz nada tudo

sei porquê. caranguejos têm lua prateada

Roubados e não quero voltar

As pessoas esperando em silêncio o retorno da

cheiro maré de rosas de novo, como ontem


Entre chiaroscuro, entre a vida ea morte

O cheiro das rosas provenientes do mar


O cheiro das rosas provenientes do mar

Claro Oscuro


En la tienda de catarino la comida le da un sabor

A la boca como el que deja una larga enfermedad.

Del mar se derrama un viento que huele a ahogado

Y a rosa; la gente sueña mientras sobre la marea

Se quiebra una luna verde, y el pueblo entero se

Esconde tras presentimientos y la sombra militar.

A las once de la noche se recogen las aceras y

La gente va a sus casas a olvidar.


Sobre un claro oscuro, entre vida y muerte,

Un aroma a rosas llega desde el mar.

La gente está preocupada porque están sintiendo

Al revés, y aunque la radio no diga nada todos

Saben por qué. cangrejos plateados la luna han

Robado y no la quieren devolver.

El pueblo espera en silencio que al regreso de la

Marea el olor a rosas vuelva, como ayer.


Entre un claro oscuro, entre vida y muerte,

Un olor a rosas llega desde el mar.


Un olor a rosas llega desde el mar.

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

ÚLTIMAS

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS