Página inicial > Samba Enredo > R > Rosas de Ouro > Samba-Enredo 2006

Samba-Enredo 2006

Rosas de Ouro


A Diaspóra africana, um crime contra a raça humana"

Salve mãe negra berço da humanidade
É negra raiz, herança na cor
Canta minha Rosas de Ouro
Exaltando nosso povo,
Que a história humilhou.
África suntuosa e civilizada.
Varrida pela ambição
Assim o teu tesouro se perdeu.
Em nome da fé, negro foi escravizado
Do seu ventre arrancado, Fez prece para os orixás,
Na certeza de não voltar jamais.

Em pleno navio negreiro... Ô Ô Ô
Negro põe-se a lamentar...
Crueldade e agonia
Testemunhadas pela Rainha do Mar

Aportou no meu Brasil, a escravidão
Nos quilombos resistiu à exploração
Com a força do seu sangue construi,
Riqueza que ele não usufruiu.
Um sentimento de liberdade,
Mascarado na verdade, pela abolição.
E hoje o negro canta,
E que esse canto não seja em vão,
E a “sociedade” vem clamando o seu perdão!

Olhai por nós, oh meu senhor,
Ilumina a igualdade social
E a Nação azul e rosa,
Vai a luta orgulhosa
Contra o preconceito Racial

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Rosas de Ouro no Vagalume.FM

ÚLTIMAS

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS