Pelo Avesso

Roberto Carlos

Pra Sempre: Década de 70


E você reservada, tão quieta, não fala
Mas sabe convencer
Me levar por caminhos, por ninhos contidos
Por amor e por prazer
Se inflama na chama, sufoca, me enrosca
De forma natural
Se entrega, me pega, me laça, me abraça
Como mulher fatal
E você reservada, tão quieta, não fala
Mas vem me induzir
Aos anseios desejos tão loucos que aos poucos
Vai me consumir

Eu quero seu amor a qualquer preço
Quero que você me tenha até pelo avesso
Pra me sentir envolvido em seus cabelos
Faça de mim o que quiser
Eu sou seu homem, minha mulher

Eu quero seu amor a qualquer preço
Quero que você me tenha até pelo avesso
Pra me sentir envolvido em seus cabelos
Faça de mim o que quiser
Eu sou seu homem, minha mulher

E você reservada, tão quieta, não fala
Mas sabe me endeusar
No exato momento da nossa agonia
Pra se completar
Com seus beijos ardentes, tão doces, tão quentes
Vem me embriagar
No entanto sentida, no instante da briga
Chega a delirar

Entre bocas nervosas, com risos, com prosas
Vamos nos pertencer
E rasgando essa vida da forma precisa
De amar e de se Ter

Eu quero seu amor a qualquer preço
Quero que você me tenha até pelo avesso
Pra me sentir envolvido em seus cabelos
Faça de mim o que quiser
Eu sou seu homem, minha mulher

Eu quero seu amor a qualquer preço
Quero que você me tenha até pelo avesso
Pra me sentir envolvido em seus cabelos
Faça de mim o que quiser
Eu sou seu homem, minha mulher

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Roberto Carlos no Vagalume.FM

ÚLTIMAS

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS