Rise Against

Tip The Scales (tradução)

Rise Against

Siren Song Of The Counter-Culture


Será que somos tão só,


Tão distante,

Tão esquecido,

Como nós próprios pensamos em ser?


Estas são as nossas vidas

Mas eles nunca mudam de assunto?

Será que nunca se recordarão?


Estas máquinas de alimentação com lágrimas

quebrado vidas e matando sonhos

Nós estamos atirando borroes nas artes

Nossa vida não será vivida em vão


Quando tudo isto é dito e feito

Passamos a correr desta vida

Julgada pela subexistencia que nos mantenha


A nossa língua, enterrada em nós mesmos

Estes pulmões que nos mantêm vivos

Nós respiramos tão ludibriados


Promessas nós planejamos quebrar

São feitas em vozes sussurradas

Conhecer muitos nomes nos causa desespero


Não cometa erros

Mas nós pedimos desculpas

com rosas de aromas que nunca acabam ao longo do caminho


Estas máquinas de alimentação com lágrimas

quebrado vidas e matando sonhos

Nós estamos atirando borroes nas artes

Nossa vida não será vivida em vão


Caimos do céu hoje

Derreteremos em bolas de barro

Compramos todos os dias à nós mesmos

Não me diga como viver dessa maneira


Sempre empurrado para a borda

Estamos à beira de apenas um passo

Você pode levar-me para a barco de sangue

Mas você não pode fazer-me beber


Estas máquinas de alimentação com as lágrimas

quebrado vidas e matando sonhos

Nós estamos atirando borroes nas artes

Nossa vida não será vivida em vão

Nossa vida não será vivida em vão

Tip The Scales


Are we so alone,

So distant,

So forgotten,

As we think ourselves to be?


These are our lives

But did they ever even matter?

Are we worth remembering?


These machines feed on the tears of broken lives and dying dreams

We’re throwing wrenches in the gears

Our lives will not be lived in vain


When this is all said and done

We spent this life on the run

Judged by the company we keep


Our language, buried inside

These lungs that keep us alive

We breathe so selfishly


Promises we plan to break

Are made in whispered voices

Cause our despair knows many names


We make mistakes

But we apologize with roses we never stop to smell along the way


These machines feed on the tears of broken lives and dying dreams

We’re throwing wrenches in the gears

Our lives will not be lived in vain


We fell from the sky today

We melt into balls of clay

We sell ourselves everyday

Don’t tell me how to live this way


Pushed so far to the edge

We teeter just on the brink

You can lead me to the bloodbath

But you can’t make me drink


As these machines feed on the tears of broken lives and dying dreams

We’re throwing wrenches in the gears

Our lives will not be lived in vain

Our lives will not be lived in vain




Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

ÚLTIMAS

ESTAÇÕES

ARTISTAS RELACIONADOS