Ultima Estância

Rionegro & Solimões

Vol.1


A gente que diz que a vida é curta
E outros que vivem implorando a morte
Para muitos viveram a luta
E outros já nascem com o dom da sorte
Existem escravos do próprio trabalho
E os que vivem somente com o nome
Enquanto muitos se perdem no meio
Outros padecem com a dor da fome

Então me pergunto será e porque
Porque existe a desunião
Se Deus fez tudo sem ter preconceito
Porque tirar do pobre o direito
De ter em sua mesa um pedaço de pão

No mundo moderno em que nós vivemos
O homem honesto perdeu seu valor
A mentira domina a justiça
E o egoismo supera o amor
É a grande corrida do materialismo
Todos só pensam em comprar o ouro
Buscando prazer talvez não contemplam
Não está na terra o grande tesouro

Mas como falar em fraternidade
Nesta sociedade de fariseus
Aqui na terra o dinheiro é mais forte
Mas ao cruzar se a linha da morte
Encontramos sempre a instância de Deus

Compositor: Domiciano/Rionegro

Letra enviada por

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Rionegro & Solimões no Vagalume.FM

ÚLTIMAS

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS