Frio da Madrugada

Rionegro & Solimões

De Bem Com a Vida Ao Vivo


Sei que você quer voltar
Quem sou eu pra recusar
O amor supera tudo
Preciso do teu olhar
Não tenha medo da sorte
Ela não vai castigar
Quem ama sempre perdoa
Por isso vou perdoar
O frio da madrugada já surrou meu corpo
Nessa cidade quase fiquei louco
Saudade é fogo e vai queimando aos poucos o coração
Sozinho na madrugada já briguei com a sorte

Falei com meu Deus porque não mande a morte

Sem esse amor nada mais importa a vida perde a razão

Compositor: Rionegro e Solimões

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Rionegro & Solimões no Vagalume.FM

ÚLTIMAS

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS