Página inicial > Rap > R > Rincon Sapiência > Moça Namoradeira (Part. Lia de Itamaracá)

Moça Namoradeira (Part. Lia de Itamaracá)

Rincon Sapiência

Galanga Livre


Ô, moça namoradeira
Lá na porteira onde o pássaro cantava
Ô, moça namoradeira
Lá na porteira onde o pássaro cantava
Ela chorava, se lamentava
Por ter perdido o amor que tanto amava
Ela chorava, se lamentava
Por ter perdido o amor que tanto amava

Encontrar um príncipe
É um dos seus planos principais
Diria: Ei, dama, pense mais
Uma das mentiras mais reais
Ele corre atrás, faz um elogio
Se te vê passar, já faz um psiu
Ele quer manter o coração vazio
É o plano de um macho que tá no cio
Ela sonha com o casamento
Antes de dormir ela sempre ora
Podia orar por coisa melhor
Tipo viajar pelo mundo afora
Ela namora, namora
Quer filhos, netos e noras
Mas ela tomou um fora
Que marcou
Que nem mancha de amora

Ô, moça namoradeira
Lá na porteira onde o pássaro cantava
Ô, moça namoradeira
Lá na porteira onde o pássaro cantava
Ela chorava, se lamentava
Por ter perdido o amor que tanto amava
Ela chorava, se lamentava
Por ter perdido o amor que tanto amava

É a rosa, ele é o cravo
Tem louça, ela diz eu lavo
Esquenta, mas ele gela
Ela singela, ele é o bravo
Ele no bar, ela na missa
Tipo moça do lar, é submissa
Tipo aquele cara cheio de conquista
Foi embora faz tempo
Hasta la vista
Drink forte, só conforto
Ela no fogão faz receita
Ele é um tronco que nasceu torto
Já diz o ditado, não se indireita
Mas ela bota fé que resolve
Manda um beijo, ele não devolve
Só quando secou a fonte
Ele viu que moiô, sumiu no horizonte

Ô, moça namoradeira
Lá na porteira onde o pássaro cantava
Ô, moça namoradeira
Lá na porteira onde o pássaro cantava
Ela chorava, se lamentava
Por ter perdido o amor que tanto amava
Ela chorava, se lamentava
Por ter perdido o amor que tanto amava

Coração ferido, solteira
Muitas têm marido tranqueira
Casar tá fora de moda
Que nem paletó com ombreiras
Ela quer uma blusa de lã
No frio, abraço, fogueira
Ela quer encontrar um galã
Estilo Antônio Bandeiras
O seu coração é mole, apaixonadona
É menina nova, pena que é tão cafona
Rouba a cena quando passa toda bonitona
Mas não é solta tipo Madonna
Vem à tona, logo encana
Surge alguém que te engana
Num trinca, ó, só brinca, ó
Com o seu coração fazem uma gincana

Ô, moça namoradeira
Lá na porteira onde o pássaro cantava
Ô, moça namoradeira
Lá na porteira onde o pássaro cantava
Ela chorava, se lamentava
Por ter perdido o amor que tanto amava
Ela chorava, se lamentava
Por ter perdido o amor que tanto amava

Compositor: Rincon Sapiência; Lia de Itamaracá

Letra enviada por MARCO

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Rincon Sapiência no Vagalume.FM

ÚLTIMAS

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS