Ayúdame Freud (tradução)

Ricardo Arjona

Historias


Me Ajuda Freud


Ela vive comigo em meu inconsciente

Ela é dona do meu passado e meu presente

Sua morada é mi falta de segurança

Y sua comida minha ansiedade

Ajuda-me Freud

Ela pisa em cada um dos meus passos

Bebe vinho junto a mim e na mesma táça

Ela é a mulher perfeita que me construiu mamãe

E está abalando minha psicologia


Ajuda-me Freud

Será doutor

Que a camisa de força

Ainda detém minha loucura

Que meus complexos não estão rasgando sua costura

O será que a mulher que me construiu mamãe

É maior que a realidade

Será doutor

Que peço muito ou me conformo com pouco

Que sigo são ou estou totalmente louco

O será que a vida não é outra coisa

Que um conjunto de desejos

A que paga os pratos quebrados

Sempre é ela

A quem eu devo

A que me cuida

A que me aquece nas noites de tanto frio

A que me espera

A que me aguenta

A inimiga do fantasma em minha cabeça

Me a construíram puritana e inteligente

Boa para a cozinha e muito decente

Tão irreal que só existiria em minha mente e nada mais

Mas insisto em compará-la com ela

Ajuda-me Freud

Se usa saia muito curta é um problema

Pois a menina em minha cabeça é de outro esquema

Se tenho uma idéia

Tenho que ver o que diz ela

E me sinto como uma merda

Ajuda-me Freud

Será doutor

Que a camisa de força

Ainda detém minha loucura

Que meus complexos

Não estão rasgando sua costura

Ayúdame Freud


Ella vive conmigo en mi inconsciente

Ella es dueña de mi pasado y mi presente

Su morada es mi falta de seguridad

Y su comida mi ansiedad

Ayudame freud

Ella pisa cada uno de mis pasos

Bebe el vino junto a mi y del mismo vaso

Ella es la mujer perfecta que me construyo mama

Y esta jodiendo mi psicologia


Ayudame freud

Será doctor

Que el chaleco de fuerza

Aun sigue atando mi cordura

Que mis complejos aun no razgan su costura

O seráque la mujer perfecta que me construyo mama

Es muy grande de estatura

Sera doctor

Que pido mucho o que me conformo con poco

Que sigo cuerdo o estoy totalmente loco

O será que la vida no es otra cosa

Que un racimo de antojos

Y la que paga los platos rotos

Siempre es ella

La de a deveras

La que me cuida

La que me entibia mis noches de tanto frio

La que me espera

La que me aguanta

La enemiga del fantasma en mi cabeza

Me la construyeron puritana e inteligente

Buena para la cocina y muy decente

Tan irreal que existiria solo en mi mente y nada mas

Pero insisto en compararla con ella

Ayudame freud

Si usa falda muy corta habra un problema

Pues la chica en mi cabeza es de otro esquema

Si se le ocurre una idea

Habra que ver que dice ella

Y se siente como la mierda

Ayudame freud

Será doctor

Que esto me pasa solo a mi

O a todo el mundo

Y el doctor me contesto

No hay quien se salve de este asunto

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

ÚLTIMAS

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS