Página inicial > Rap > R > Realidade Cruel > De Ouvido a Ouvido

De Ouvido a Ouvido

Realidade Cruel


2.000 e pá...daquele jeito moleque!
K.a.r.o pra finalizar L...
Firme nos fronte de batalha!
-O JOGO é louco...
Nós viemos mais louco que O JOGO

(Refrão:.2x)
De ouvido a ouvido pode pá que é nóis memo"
Tamo envolvido bandido no JOGO
Batendo de frente sem medo
De volta na selva os pipoca aqui géla.

Mais uma vez aqui estou e pra muitos serei critica
O mano que fala em pról do crime ou mal da polícia
Que desafia a censura oculta de merda
Que ainda proclama a cultura que exalta a favéla
Que fala sempre de bandido, de tiro, de sangue
Que tem o raciocínio exclusivo pra modo operante

Negativo porque sinto processos de extermínio
E quantas vezes ainda mal interpretado nos hinos
Mundo que vivo e o que vejo no fundo é o que escrevo
Desde Gênesis apocalipse é só o começo...
(Do Fim!)...Vai vendo ai...(cêis não acreditava!)
Os Tsunami, os terremoto do Haití...(Ou na Biblia Sagrada!
E se tem bala esfacelando o crânio de inocente,
dificilmente cês vão me ver no Faustão sorridente)
-Te entendo bem e olha que a missão
(Transcede no Rap e ainda bota em cheque os cuzão)
-Se cantar, escrever...(Não tem sido necessário)
-E muitas vezes que o inimigo caminha ao lado
Te oferece alguns dia de alegria
Depois injétá ódio e tristeza pru resto da vida.

(Refrão:.2x)
De ouvido a ouvido pode pá que é nóis memo"
Tamo envolvido bandido no jogo
Batendo de frente sem medo
De volta na selva, os pipoca aqui géla.

Euuu...tive lá e vi ninguém falou pra mim
Voltei com a alma mais escura que o próprio Nanquim
Renasci e te digo e olha que num foi fácil
Sobreviver em meio aos perigos do quadrilátero
(-Da solidão e não há flor!)...onde é raro o amor
(-Onde o ódio faz morada aliado ao rancor)
-E só se for...
(-Que mentindo eu te agrado jogo fora as mais de
100 canções e muto a minha voz das rádios
da internet ou da onde possa ouví-la
componho os belos poemas sem a violência que incítá
Segundo você que diz que é ultrapassado...)
-Mas tem fúria na mão do fiél e traçante no campo minado
(-E fica claro que pra nós seu mundo é outro...)
Enquanto tiver sangue no Arco-íris nóis tamo no JOGO.

(Refrão:.2x)
De ouvido a ouvido pode pá que é nóis memo"
Tamo envolvido bandido no JOGO
Batendo de frente sem medo
De volta na selva, os pipoca aqui géla.

então ai é pesadão memo o bagulho é nervoso
Do sul de Porto Alegre ao norte do Mato Grosso
Periculoso a nossa música é bomba sonora
Que educa, que retruca sempre de forma insólita
(A cada crime cometido,a cada inocente baleado,
a cada juiz corrompido, a cada presídio rebelado)
-Tem uma mina aqui disposta a narrar nos verso
ainda mais se tiver criança arremessada do alto dos prédio
Não vim pra entende nada e nem encena filme
Se pá nas caminhada de granada e dinamite
(-De glóck, de Ak ponto 50 arma potente
Pra abater em meio ao perímetro o judas eminente

Em ato suicida pronto para o comando
O alvo, a mira, na luz do laser perde o crânio
(-Filho da puta não intende, não bate de frente
se esconde em Twitter em orkut pra falar da gente)
-Verme pique enrrustido zé povinho mascarado,
minha honra é ser dígno e ser zica naquilo que falo
(-Nosso estilo é gangsta rap de favéla
letras que falam e não medem as consequências que géla
os inimigo, os covarde, os pilantra
o certo é o certo no Capão ou na Ceilândia)
E pode pá aciona que é nóis o bagulho é louko...
(-Nossa voz tá no ar...!)Direto dos calabouço.


(Refrão:.2x)
De ouvido a ouvido pode pá que é nóis memo"
Tamo envolvido bandido no JOGO
Batendo de frente sem medo
De volta na selva, os pipoca aqui géla.


BY: Gabriel Zika

Letra enviada por Gabriel

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Realidade Cruel no Vagalume.FM

ÚLTIMAS

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS