• Vagalume
  • A-Z
  • Estilos
  • Top 100
  • Playlists
  • Rádio
  • Hot Spots
  • Notícias
  • Play
    PLAY

    Carona de ouvido
    Eu não quero revidar
    Pega onda não rabeia
    Deixa essa merreca lá
    Cerimônia busca a pé
    Dá um jeito de solver
    Circula todo sangue
    Não deixa mais ele escorrer
    Encontrei um novo pico
    Todo dia eu tô lá
    Só de ver já me instiga
    Boto o bico pra rasgar
    Sem miséria essa preza
    Não é oferta pra você
    E quando tu quiser
    Você pode ir lá me ver
    Chove muito forte
    Eu tô dentro
    E tô contente
    Fiz um corte na parede
    E botei o pé na frente
    O forte é a amizade
    E o cansaço é que detona
    A bateria recarrega
    O periscópio veio à tona
    Não depende de você
    Que faz o bonde andar
    Porque sem motor e roda
    Não adianta empurrar
    O vento não é fraco
    E decolar sem rabiola
    Levantar desgovernado
    Jararaca deita e rola

    Refrão
    Òh! Oh! Oh! Oh! Oh!
    Cadê o isqueiro
    Demorô formar
    O bonde dos ...
    Hey! Hey! Hey!
    Pegamutukalá

    Eu dô 1, 2, 1, 2, 1
    E não consigo encontrar problema algum
    Não sei porque
    Isso é proibido e
    Se você não concordar comigo
    Por favor amigo, me diga o motivo
    É triste saber
    Que o homem não pode fazer
    O que ele quiser e o que ele bem entender
    É tempo de parar e analisar
    Regras que a sociedade lhe injeta
    E você não para pra pensar
    Só concorda e não tem própria opinião
    Se você é mais um desses
    Me escuta, presta atenção
    Uma coisa me deixa um tanto quanto puto
    Das pessoas que tem a velha opinião
    Formada sobre tudo
    Aceita o que é imposto e não tem um ideal
    Caia na real, caia na real
    Caia na real, caia na real
    Caia na real, caia na real

    Refrão 2 vezes

    Pode vir quem for da lei
    Tu pensa que eu não sei
    Peçonhenta dá o bote
    Mas eu sempre esquivei
    Passei por cada uma
    Muita história pra contar
    Sabe a mesa do tenente?
    Já deixei mutuca lá
    Perdi até as contas
    De tanto que engoli
    Uma grande quantidade
    Já me deu um piriri
    Cadê aquela ingrata
    Que ficou com meu finim
    Saiu pela tangente
    Sorrateira e de mansim

    Refrão

    Pegamutukalá, pegamutukalá
    Pegamutukalá, pegamutukalá

    Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção »

    Comente
    user 300 caracteres restantes. Enviar

    Todas as letras de Raimundos

    Publicidade
    Notícias
    Mais notícias »
    Hot Spot
    Top Músicas do Vagalume
    Top 100 »

    As informações deste site são postadas integralmente pelos usuários. É importante dizer que é possível que os dados estejam desatualizados ou incorretos, sendo assim, o Vagalume exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas.Caso haja interesse em remover ou alterar alguma informação, entre em contato conosco.


    É permitida somente a visualização no site das letras de músicas encontradas aqui, vedada sua reprodução através de quaisquer outros meios (Lei 9610/98).Todas as letras de músicas são propriedade dos seus respectivos autores e divulgadas somente para fins educacionais.All lyrics are property and copyright of their owners. All lyrics are provided for educational purposes only.