• Vagalume
  • A-Z
  • Estilos
  • Top 100
  • Playlists
  • Rádio
  • Hot Spots
  • Notícias
  • Play
    PLAY

    Século 21, eu sei muito bem o que eu quero
    Começo o plano dois zero, zero dois
    É um mistério, trago na manga um suspense
    Tenho um revolver engatilhado dentro da mente
    Pense e vá, raciocine já
    A profecia diz que o mundo tá pra acabar
    Eu quero resgatar tudo aquilo que eu perdi
    Cronometrei o tempo só que ainda, truta, não venci
    O que eu falo é ilícito sangue
    Demarco meu espaço sem aço, sem gangue
    Aonde eu ande, trago o anjo do bem
    Que ilumina meu caminho, me mostra quem é quem
    Comprei um colete a prova de bala
    Tenho a guerrilha na mente falange de senzala
    Som que abala, a parede estremece
    Playboy soa frio, mauricinho não se mete
    Sou lá do norte e eu venho pra rimar
    Eu sei dos meus direitos ninguém vai me intimar
    Pra bala eu só vou se um pilantra me matar
    Quem não deve não teme, vem Bias de Aguiar
    No corredor da morte, o apelo da sentença
    O sol da liberdade é a verdadeira recompensa
    Meu delito, um rap que atira consciência
    É crime hediondo a favela de influência
    Na rua eu conheço as leis e os mandamentos
    Minha dívida sagrada eu carrego um juramento
    Corra sempre atrás do que é seu
    Quero dinheiro igual coreano e judeu
    Fudeu, então, venha com a minha cara o rap aqui não pára
    Racionais de volta igual a febre da malária

    Rátátátá
    Mãos ao alto, é um assalto
    E-d-i-r o-c-k
    (Tô firmão, na fé firmão)

    Escuta aqui, escuta aqui
    E-D-I inspirado na selva de Robin Hood
    A fita foi tomada, se joga, tô envolvido
    Pilantra aqui não cabe, é só guerreiro no abrigo
    Eu digo, escuta aqui, escuta aqui
    E-D-I inspirado na selva de Robin Hood
    A fita foi tomada, se joga, tô envolvido
    Pilantra aqui não cabe,é só guerreiro no meu abrigo

    Pros manos e pras mina
    A cura, a vacina
    Protótipo, antídoto, uma nova adrenalina
    Puxa, prende, solta a fumaça
    Viaja no meu som que essa erva é de graça
    Levante a taça e tome um trago
    Não é cigarro nem vinho tinto amargo
    Não é skank, mesclado ou haxixe
    É bem pior que tomar ácido ou heroína (vixi)
    Chega mais que tem pra todos
    Não sou racista nem um tolo preconceituoso
    Sei meu valor quem quiser vai aprender
    Não me compare a cristo
    Não dou a cara pra bater
    Quem vai querer?
    Ainda tenho meia dúzia
    Tá muquiado como o esquema do crime acusa
    Uso uma blusa, preta de couro puro
    Se eu vazar ninguém vai me encontrar no escuro
    Eu tô trepado, armado, pente estufado
    Inteligencia e Q.I. pós-graduado
    Cocão, uma violação do código penal
    Eu sou parceiro de Ice Blue e Mano Brown
    Kl Jay vira mazinha é puro veneno
    Cachorro louco lá do norte pra quem tá vendo
    No nosso exército tem vários truta
    De prontidão pra enquadrar filhas da puta
    Traidor aqui logo mostra a sua cara
    Desertor no caminho não aguenta e para
    É mais difícil do que ele pensou
    Tem que ser malandro pra ficar de pé e fazer gol
    Vou que vou, morô?
    Liga os louco do trago que Pablo ressuscitou
    Sou o franco atirador, meu homicídio é diferente
    Eu sou o bem, mato o mal pela frente

    Voltei, tô firmão, então, daquele jeito
    Eu não sou santo, eu tenho meus defeitos
    Meu homicídio é diferente
    Eu sou o bem, já citei, mato o mal pela frente
    Pois o mal te oferece se entregar no céu numa bandeja
    Depois te escracha na capa da revista veja
    Ou seja, anuncio o fim da guerra fria
    Na política ou na globo, em quem você confia?
    Não sou o crime e nem o creme
    Mas o meu time não hesita
    Aqui não treme
    Pra mim o rap é o caminho de uma vida
    A vida é o jogo onde vencer é a única saída
    Cheguei até aqui e não posso perder
    Vacilar, vou prosseguir, aprendi, sei jogar
    30 anos se passaram, não é nenhum brinquedo
    Eu tô na fé, parceiro
    Prossigo sem medo
    Armadilha tem um monte à minha espera
    Final feliz (hã) só em novela
    Nos deram uma pobreza
    A favela, a bola, tráfico, tiro, morte, cadeia e um saco de cola
    Droga, toca, rola, a bola tá em jogo
    5 a 0, os cartola ganharam de novo
    Caviar e champanhe pra quem não conhece
    Ligue a Tv e assista o programa flash
    Socialite, piscina, dólares, mansão
    Isca forte brilha olho de qualquer ladrão
    Pra quem não tem mais nada a perder
    Enquadra uma Cherokee na mira de uma Pt.

    Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção »

    Comente
    user 300 caracteres restantes. Enviar

    Todas as letras de Racionais Mc's

    Publicidade
    Notícias
    Mais notícias »
    Hot Spot
    Top Músicas do Vagalume
    Top 100 »

    As informações deste site são postadas integralmente pelos usuários. É importante dizer que é possível que os dados estejam desatualizados ou incorretos, sendo assim, o Vagalume exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas.Caso haja interesse em remover ou alterar alguma informação, entre em contato conosco.


    É permitida somente a visualização no site das letras de músicas encontradas aqui, vedada sua reprodução através de quaisquer outros meios (Lei 9610/98).Todas as letras de músicas são propriedade dos seus respectivos autores e divulgadas somente para fins educacionais.All lyrics are property and copyright of their owners. All lyrics are provided for educational purposes only.