• Vagalume
  • A-Z
  • Estilos
  • Top 100
  • Playlists
  • Rádio
  • Hot Spots
  • Notícias
  • Play
    PLAY

    [Mano Brown]

    A primeira coisa que aprendi a fazer na minha vida foi isso aqui, ó!
    Ráááá! É isso!
    Só eu sei os desertos que cruzei até aqui
    Pode pá, tá lançada a sorte

    83 era legal, sétima série, eu tinha 13 e pá e tal
    Tudo era novo em um tempo brutal
    O auge era o Natal, beijava a boca das minas
    Nas favelas de cima tinha um som e um clima bom
    O kit era o Faroait
    O quente era o Patchouli
    O pica era o Djavan
    O hit era o Billie Jean
    Do rock ao black as mais tops
    Nos dias de mais sorte ouvia no Soul Pop
    Moleque magro e fraco, invisível na esquina
    Planejava a chacina na minha mente doente, hey!
    Sem pai, nem parente, nem, sozinho entre as feras
    Os malandro que era na miséria fizeram mal
    Meu primo resolve ter revólver
    Em volta outras revoltas, envolve-se fácil
    Era guerra com a favela de baixo
    Sem livro nem lápis e o Brasil em colapso

    [Refrão]
    "Quanto vale...
    Quanto vale...
    Quanto vale..."
    Quanto vale o show?

    Já em 86 subi aos 16 ao time principal
    Via em São Paulo, tava mil grau já, favela pra carai, fi
    Bar em bar, baile em baile, degrau pós degrau, ia
    Quanto baixo eu pude ir, pobre muito mal
    O preto vê mil chances de morrer, morô?
    Com roupas ou tênis sim, por que não?
    Pra muitos uns Artemis, benzina ou optalidon
    Tudo pela preza, irmão
    Olha pra mim e diga: Vale quanto pesa ou não?

    [Refrão]
    "Quanto vale...
    Quanto vale...
    Quanto vale..."
    Quanto vale o show?

    [Verso 3: Mano Brown]
    A César o que é de César
    Primeira impressão: Os muleque tinha pressa, mano
    Que funk louco, que onda é essa, mano?
    E assim meus parceirin virou ladrão
    É que malandro é malandro memo e várias fita
    Era Bezerra o que tava tendo, Malandro Rife
    Outros papo, outras gírias mais, outras grifes
    Cristian Dior, Samira, Le Coq Sportif
    G-Shock eu tive sim, calça com pizza eu fiz
    Brasil é osso, a ideia fixa eu tinha
    Porque pardin igual eu assim era um monte, uma pá
    Fui garimpar, cruzei a ponte pra lá
    Ei, zica
    Isso significa que era naquele pique, tocando repique de mão, jow
    No auge da Chic Show, nos traje
    Kurtis Blow era o cara, curtição da massa
    Era luxo, só viver pra dançar, fui ver Sandra Sá
    Whodini eu curti
    A vitrine Pierre Cardin, Gucci, Fiorucci, Yves Saint Laurent,
    Indigo Blue
    Corpo negro semi-nu encontrado no lixão em São Paulo
    A última a abolir a escravidão
    Dezembro sangrento, Sp, mundo cão promete
    Nuvens e valas, chuvas de balas em 87
    Quanto vale?
    Quanto vale o show?

    Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção »

    Comente
    user 300 caracteres restantes. Enviar

    Todas as letras de Racionais Mc's

    Publicidade
    Notícias
    Mais notícias »
    Hot Spot
    Top Músicas do Vagalume
    Top 100 »

    As informações deste site são postadas integralmente pelos usuários. É importante dizer que é possível que os dados estejam desatualizados ou incorretos, sendo assim, o Vagalume exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas.Caso haja interesse em remover ou alterar alguma informação, entre em contato conosco.


    É permitida somente a visualização no site das letras de músicas encontradas aqui, vedada sua reprodução através de quaisquer outros meios (Lei 9610/98).Todas as letras de músicas são propriedade dos seus respectivos autores e divulgadas somente para fins educacionais.All lyrics are property and copyright of their owners. All lyrics are provided for educational purposes only.