• Vagalume
  • A-Z
  • Estilos
  • Top 100
  • Playlists
  • Rádio
  • Hot Spots
  • Notícias
  • Play
    PLAY

    12 de outubro de 2001
    Dia das Criança
    Várias festa espalhada na periferia
    No Parque Santo Antônio hoje teve uma festa
    Foi bancada pela irmandade, uma organização
    Tavam confeccionando roupa lá no Parque Santo Antônio lá
    Lutando
    Remando contra a maré
    Mas tá lá tá firme
    Tinha umas 300 pessoa
    Só, na festa das criança
    Comida, música
    Tinha um grupo de rap de uma menininha de 10 ano
    Cantando muito
    Aí saímo de lá voado
    E fomo numa otra quermesse de rua também,
    Na Vila Santa Catarina
    Lá do outro lado da Zona Sul Quase no Centro
    E chegamo lá
    A festa num tinha começando ainda
    Aí no caminho passamo por uma favela assim
    E trombamo com uns molequinho jogando bola e tal
    E começamo a provocar
    "Ei moleque, ce é santista, tal."
    "Não, eu sou corintiano."
    Eu falei
    "Ei, Marcelinho vai 'rebentar vocês."
    Os moleque vinho naquela idéia de jogo
    Daí eu comecei a pesar do lado dos moleque
    "E aí, mano, e aí, tá estudando e tal."
    Aí o moleque falou assim
    "Ih, esse aqui hoje xingou a mãe dele."
    Aí eu falei assim
    "Porque você xingou sua mãe?"
    "Ah, porque..."
    Não, nem foi isso, ele falou assim
    Eu falei
    "Ganhou, vocês ganharam presente?"
    Eu perguntei
    Num foi não, Neto
    "Vocês ganharam presente?"
    Aí ele falou
    "Ganhei foi um tapa na cara hoje."
    Aí eu falei
    "Porque você tomou um tapa na cara?"
    "Ah, minha mãe deu um tapa na minha cara, foi isso que eu ganhei, não ganhei presente não."
    Falou assim, ó, bem convicto mesmo
    Aí eu falei assim
    "Porque você tomou um tapa na cara?"
    "Ah, porque eu xinguei ela."
    "Ma', porque você xingou ela?"
    "Ah, lógico, todo mundo ganhou presente e eu não ganhei porque?"
    Aí eu fiquei pensando, né mano
    Como uma coisa gera a outra
    Isso gera um ódio
    O moleque com 10 ano, pô
    Tomar um tapa na cara
    No dia das criança
    Eu fico pensando
    Quantas morte, quantas tragédia
    em família, o governo já não causou
    Com a incompetência
    Com a falta de humanidade
    Quantas pessoas num morrero
    De frustração, de desgosto
    Longe do pai, longe da mãe
    Dentro de cadeia
    Por culpa da incompetência desses daí
    Entendeu
    Que fala na televisão
    Fala bonito
    Come bem
    Forte, gordo
    Viaja bastante
    Tenta chamar os gringo aqui 'pa dentro
    Enquanto os próprio brasileiro tão aí, ó jogado
    No mundão
    Do jeito que o mundão vier
    Sem nenhum plano tra, traçado
    Sem trajetória nenhuma
    Vivendo a vida

    E o moleque era mó revolta, vai vendo
    Moleque revolta
    E ele tava friozão
    Jogando bola lá, tal
    Como se nada tivesse acontecido
    Ali marcou pra ele
    Talvez ele tenha se transformado numa outra pessoa aquele dia
    Vai vendo o barato
    Dia das criança.

    Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção »

    Comente
    user 300 caracteres restantes. Enviar

    Todas as letras de Racionais Mc's

    Publicidade
    Notícias
    Mais notícias »
    Hot Spot
    Top Músicas do Vagalume
    Top 100 »

    As informações deste site são postadas integralmente pelos usuários. É importante dizer que é possível que os dados estejam desatualizados ou incorretos, sendo assim, o Vagalume exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas.Caso haja interesse em remover ou alterar alguma informação, entre em contato conosco.


    É permitida somente a visualização no site das letras de músicas encontradas aqui, vedada sua reprodução através de quaisquer outros meios (Lei 9610/98).Todas as letras de músicas são propriedade dos seus respectivos autores e divulgadas somente para fins educacionais.All lyrics are property and copyright of their owners. All lyrics are provided for educational purposes only.