Página inicial > Pop > R > R.Snts > Jogos de Ruínas

Jogos de Ruínas

R.Snts


Só regressão logística da
evolução, histórica da população
O que ocorre com essa nação, que se
esconde em oposição aos lados, o
laudo da
luta de ser o versus em versos
sinceros de fé, uma sanidade
amedrontada
sem esperança de liberdade se um dia vier

Sociedade ameaçada vivendo em
ninhadas, secando em fases de ré
sobreviveram a estes jogos retóricos
de ruínas lapidadas em
Corta, corta, corta e corta, já temos
muito de tudo, corta
Não fica nada nessa joça, aos poucos
tudo se transforma corta e corta

Tudo se desequilibrou
O que era frio agora quente ficou
Fatos notórios de dor
Se concretizam em ondas de ser um
perdedor
Pra quê o verde, tira põe o cinza, bem
melhor, um design futurista

Não vejo o mal, no que implica?
Se essa nova tendência pegar!
Chame um socorrista!

Sociedade ameaçada vivendo em
ninhadas, secando em fases de ré
sobreviveram a estes jogos retóricos
de ruínas que são lapidadas em
Corta, corta, corta e corta, já temos
muito de tudo, corta
Não fica nada nessa joça, aos poucos
tudo se transforma corta e corta
Pós Refrão
Aprimoramento é lançamento, a nova
sensação do momento
Queimar, desconstruir, derrubar, para
fluir

Corta, corta, corta e corta, já temos
muito de tudo, corta
Não fica nada nessa joça, aos poucos
tudo se transforma corta e corta
(Biodiversidade perdida!)
(Shut up, motherfuckers)
(Jogos de Ruínas)

Compositor: Rafael E.Santos S

Letra enviada por Rsntscmc

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a R.Snts no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS