Ela

Quarto Negro


Vai, assume que eu existo
Que a noite baixa
eu te controlo e te conformo ainda mais
Que a cada passo em falso, eu me sinto só
Que a cada passo em falso, eu sou mais teu
A sanidade é um sacrifício
E um vulto vem em minha direção
como um tornado que despenca lá do céu
Não há reza que me faça apagar
Não há quarto que me faça dormir
Não há santo que me faça mudar
Só os gols que me fazem sorrir
E, a cada passo em falso, eu me sinto só
E, a cada passo em falso, eu sou mais teu

Letra enviada por

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Quarto Negro no Vagalume.FM

ÚLTIMAS

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS