Slowmotion

Qualquer Bordô


Ninguém acreditou
Mas de repente o show parou
E a multidão se ergueu
Pra ela passar
Em slowmotion parecia nadar
Sobre as cabeças molhadas da chuva

E então o tempo voou
E de repente a luz se apagou
E a multidão fez o céu
Iluminar em fogo e suor
Faíscas no ar
Sobre as mãos entrelaçadas

Não deixe a noite acabar
O palco é meu e eu só quero mostrar
Que o show vai continuar
Mesmo que o dia chegue sem avisar

Letra enviada por Aline Paz

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Qualquer Bordô no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS