Guerras sem mares

Quadrilha Junina Zé Monteirão


No sertão a seca castigava
fome, morte desolações
raízes secas retorcidas

Testemunha de um povo sofrido
ignorados pela pátria
sem coração

em canudos na Bahia
surge um homem de valor
beato antônio conselheiro
cabra macho sim, senhor

o governo macha com armas nas mãos
pra guerras sem mares
no meio do sertão
outras vezes derrotados
povo de belo monte tinha Deus no coração

De fé em fé nascido na vila Quixeramobim
nossa quadrilha vem conta a sua historia
grandes lutas que ficaram na memoria
Antônio conselheiro

um brasileiro que lutou até o fim

bate, bate na palma da mão
aplaudindo conselheiro
chegou a zé monteirão
animando nossa festa
nossa noite de são joão

somos de um brasil festeiro oh oh oh
sou alegria e orgulho no peito
somos quadrilheiro de paixão
eu sou monteirão

sou zé monteirão

Compositor: Zé Monteirão

Letra enviada por Honylson15

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Quadrilha Junina Zé Monteirão no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS