Página inicial > Q > Quadrilha B.O > Início Clandestino

Início Clandestino

Quadrilha B.O


Criaram todo o caso e venderam a solução
Propaganda ostensiva sem o não como opção
Crime de sedução, eu também quero um sedan
Por mais que eu penso no futuro, não existe um
Amanhã
Não existe
Autonomia, anomalia e não decido sobre mim
O pulmão já corrompido também convenceu o
Rim
Eu sei que tem alguém nesse exato momento
Pensando em desistir pois não suporta o
Sofrimento
Outros nem tanto, mas ainda leva o fardo
É sem glória nessa porra eu não vejo resultado
E pra que vou estudar
E pra que vou trabalhar
Madrugar na previdência
Ser um homem exemplar
Não
Vai se fuder filha da puta
Pois a vida me ensinou, sou apenas um sintoma
A doença se espalhou
Até tinha e prevenção e pretensão de uma boa
Vida
Um tiro em cada mente que se encontra
Corrompido
Caso contrário esqueça tudo e viva submisso
Boa tarde, boa noite, eu te desejo um bom
Serviço

Tá tudo errado com as crianças, é só decepção
As escolas se assemelham, com fábrica e prisão
Relutante em seguir a cartilha criminosa
Enxugo as lágrimas do rosto e faço uma letra
Monstruosa

Favela é favela e não gela na missão
Não foi por opção, me tornei periculoso
Neguinho de favela, arrogante e cabuloso
Humildade não existe quando o lance é competir
Esse jogo é perigoso, mas não posso desistir
Eles dão voz ao dinheiro e cala os artistas
Mas o próprio anfitrião envergonha as visitas
Nos era black pantera, malcon x e madiba
Mas não somos nem nos mesmo, a juventude tá
Fudida
Se juntasse todo mundo não daria nem metade
E se pensar em juntar então não daria nem
Vontade
Mas não vai perder a linha e abalar o emocional
Por que há uma resistência nos quilombos
Cultural
Iniciativa pública, até mesmo a privada
6 Anos de caminhada e não me ajudaram em
Nada
Até os compatriota parou de acreditar
Alguém vem profetizar
E quando o apoio acabar meu bob, quem que
Vai ficar?
Com um mísero trocado, desolado e com minhas
Rima
Só serviu pa compreender quem fortifica a firma
De empresa a empresa, aos poucos fui
Desintegrado
Em meados de alguns anos e eu ali
Desempregado
As diferenças geográficas ocuparam nosso
Espaço
Engrenagem industrial que te conduz ao um
Campo escasso
Escasso de vida, inativo ali na maca
Por que só tem vida para o ascendente de
Monarca

Compositor: Bob MC

Letra enviada por Jhoee

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Quadrilha B.O no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS