Página inicial > Q > Quadrilha B.O > Chuva de Ódio

Chuva de Ódio

Quadrilha B.O


No meu gueto quando chove alaga de ódio
Vagabundo rouba para poder estar no pódio
Fala que nós pode
Alagou a marginal e roubamos logo um bode

Na zona sul leste extremo oeste
O pensamento dissemina tipo a peste
Errado quem me faz sonhar com red label
Vai ter um piripac com a falta de dinheiro
No gueto chove para viver que nem aqueles
Viraram as costas para nós
Viramos o cano para eles
Tiram nossa grana e dão armas e drogas
Dinheiro para os boys, por que é que nós rouba

Na áfrica roubaram nosso ouro e diamante
Depois se pergunta por que somos traficantes
Larguei o trampo, mata, mata primitivo
Analfabeto não passo no processo seletivo
É por isso que eu carrego a arma invés do livro
Para falar real nem chego perto da unip
Ofereceram construção, preferi a vida do crime

Enquanto nas esquinas tiver lixo e os noia
Moleque vai ser armas
Pra roubar corrente e as joias
Nego, aqui é tudo diferente
Favelado não revoluciona
Polícia esculacha, puta se apaixona
Enquanto isso chove
Reclamam por que estamos vendendo pó
Vou continuar nessa função
Enquanto continuarem dando grana para o cerveró

Inimigo público, assim que eles me aponta
Sou político do gueto
Recupero o que falta na minha conta
Foguetes quando a polícia vem sem saudação
Meu centro de ensino é a biqueira do escadão

No meu gueto quando chove alaga de ódio
Vagabundo rouba para poder estar no pódio
Fala que nós pode
Alagou a marginal e roubamos logo um bode

Compositor: Game Nephillim

Letra enviada por Jhoee

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Quadrilha B.O no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS