Página inicial > Q > Qu4rto Teto > 13 Borboletas

13 Borboletas

Qu4rto Teto


13 Borboletas
Sem prédios basta olhar, no rosa o azul em expansão
E o céu escorre até casar com o chão
O tempo não é o mesmo aqui
tudo é sem pressa e sem pressão
E o que entristece é o que também faz rir
Ao ver o dia acordar, percebo em branco outra opção
Que faz seus olhos rirem ao esverdear

Contei, são treze borboletas ao redor
que vêm por sorte e a colorir
O céu, de onde nós caímos
por tentar fazer do sonho e da ilusão
Dois bons lugares pra morar
Dois bons lugares se souber voar
Às vezes nem sei como começar

De um beijo pra dormir, surgiu a vida ao acordar
E os olhos seguem devagar a vagar
Andar na praia ou correr são dois feitios de oração
No seu silêncio pude ouvir e ver
Que acalma o corpo estar aqui
Também a mente, o peito e a mão
E eu me pergunto por que então partir?

Vem ver as treze borboletas que eu colhi
Entre o nascer e o pôr-do-sol
Plantei nossos melhores beijos no jardim
Para dar sorte a outros casais
Pro tempo de uma vida inteira nossos sonhos são reais

Letra enviada por Playlists do Vagalume

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Qu4rto Teto no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS