Projota
Página inicial > Hip Hop > P > Projota > Eu Não Sou Nada

Eu Não Sou Nada

Projota

Regravação de Alkappa


Estrofe 1 (Alkappa)

Sinceramente não acredito que eu te conheci
Não gostas de mentir, competir e fingir
Não gostas de curtir, consistir e insistir
Não gostas incutir, embutir e feri
Avisa para o teu passado que o teu futuro é comigo
Que os teus planos é comigo
Que agora tens um amigo, que cuida do teu sorriso
E te da muito carinho
E Sempre esta sempre contigo
Como um amigo
Quantos anos são necessários para esquecer um instante
Viajante, operante e elegante?
Ham quantos são
Se não quês não da esperança
Porque isto fere o coração
Fere a paixão a solução e a dedução
Acabei gostando de você muito mais do que pensei
Errei, semeie, amei, falei, tentei, evitei e alcancei
Sabes aquela sanção
Você não sabe explicar mais sente
Mais choras? mais sente
Isto é que eu cinto quando passas de repente
Calmamente? inocente
Com sorriso independente
Dizem que nos não viemos para ficar
Então deixa eu te cuidar e te amar
Te acordar e te beijar

Coro 1

Porque eu não sou nada, sem você
Eu não sou nada, sem você
Eu não sou nada, sem você
Eu não sou nada, sem você

Eu quero te encontrar, já te procurei
Pensei no que falar, quase decorei
Corri pra ver o mar, olha de quem lembrei
Pensei em te ligar, pena que não liguei

Estrofe 2 (Projota)

Eu sou tão moleque
Que me impressiono como alguém pode ser tão moleque
Meu monte de erros quase me fizeram te perder
Mas, esses mesmos erros me trouxeram até você
Eu ia embora e nem fui, me esqueci de te levar
Meu saco de vacilos um dia ia derramar
Mas quando chover me diz que vai passar
A vida é uma estrada, então me deixa te levar pra caminhar

Se São Paulo faz frio, eu sou teu cobertor
Se te levo pro Rio, eu sou teu redentor
Sei que muitos te querem, mas sou guerreiro e acordo às 6
Quem quisesse que chegasse primeiro
Eu nem sei se te mereço
Mas quero dividir contigo o meu sobrenome, meu endereço
Será que você me aceita?
Porque se eu sou a rima, você é a tal batida perfeita

E eu pago pra ver, eu pago pra ver
Onde o nosso barco ancorar, vou descer
A vida é um espaço de tempo pra se perder
Vou me sentir ganhando se eu perder meu tempo com você
Antes era eu, agora é nóiz
Eu só ouvia groselha até que eu ouvi sua voz
O tic-tac vem, o tic-tac vai
Quando você tiver filho, me permita ser o pai

Coro 2

Porque eu não sou nada, sem você
Eu não sou nada, sem você
Eu não sou nada, sem você
Eu não sou nada, sem você

Eu quero te encontrar, já te procurei
Pensei no que falar, quase decorei
Corri pra ver o mar, olha de quem lembrei
Pensei em te ligar, pena que não liguei

Compositor: Andre Lando Kixindo e Projota

Letra enviada por

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Projota no Vagalume.FM

ÚLTIMAS

ESTAÇÕES

ARTISTAS RELACIONADOS