Página inicial > Regional > P > Porca Veia > Sentado Sobre Um Arreio

Sentado Sobre Um Arreio

Porca Veia


Não monto em cavalo manso
Nem que me custe um rodeio
Gosto do lombo do potro
Por causa do sarandeio
O maula em baixo do basto
Nunca me causou surpresa
Me representa que eu ando por cima da correnteza
Depois do primeiro pulo
Nem que acoisa fique preta
(bis)

Dou com a mala e cravo espora
Bem na volta da paleta
(bis)

Matungo que corcoveia
Se eu não amansar desmancho
Ensino a pegar a estrada
Me carregando pro rancho

Eu nunca encontrei a pergunta
Que eu não achasse a resposta
Se não dá pra ir de frente
Saio sussurrando de costa
Acho bem lindo um clinudo
Quando vem se manoteando
Só pra ver o lombo dele
Sobre o ar me abaralhando
Um potro escondendo a cara
É brabo de se entender
(bis)
É madeira que não lasca
É pedra dura de roer
(bis)

Matungo que corcoveia
Se eu não amansar desmancho
Ensino a pegar a estrada
Me carregando pro rancho

E quando eu não puder mais
Montar em qualqiuer ladino
Eu quero ficar na terra
Pra rosetear meu destino
Pois quando eu deixar da lida
Me apeando junto a um rodeio
Talvez me sobre o buçal
O mango o laço e o freio
E se um dia este rio grande
Quiser atorar no meio
Vão dizer sobrou um gaucho
Sentado sobre um arreio

Matungo que corcoveia
Se eu não amansar desmancho
Ensino a pegar a estrada
Me carregando pro rancho

Compositor: Jorge Guedes

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Porca Veia no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS