Seu Jogo

Ponto de Equilíbrio


Seu jogo já foi longe demais
Olha que o tempo ele não volta atrás
Não volta atrás
Seu jogo já foi longe demais
Olha que o tempo ele não volta atrás
Não volta atrás

Depois não vai dizer que eu não te avisei
Todas as consequências eu pagarei
Eu sei, eu sei de mim, mais você não da o valor
Acha que é troca de favor
Diz pra mim que não me quer mais
Mas quer que eu fique correndo atrás
Como um cão atrás do osso eu digo isso não se faz
Esse seu jogo é assim quero saber
O que realmente você quer de mim
Prazer, pudor, amor sem fim, prazer, pudor
Amor em fim, amor em fim

Seu jogo já foi longe demais
Olha que o tempo ele não volta atrás
Não volta atrás
Seu jogo já foi longe demais
Olha que o tempo ele não volta atrás
Não volta atrás, não volta atrás, Iéé não volta mais

Ai, querida, essas feridas sangram
Prestes as explodir, fazer tudo sumir
Como falam de angra
Reflito, concentro, cê quer trancar a porta
Depois que o ladrão tá dentro?
A brisa virou tufão, levou a paz
Boatos com roupa de fatos nessas redes antissociais
Retrato do delitos, dos delato
Não é bonito cuspir no prato
Mas o fato é que tanto faz
Sou apenas um rapaz, igual Belchior
Meu pior, tempo diz, riqueza mede, oh, não mede, oh
Pai do céu. amor é vicio e nós
Cobra cega na ponta do precipício
E se o pulso ainda pulsa como inicio desse inferno
As primavera tudo virou inverno
Culpa da falta de cuidado, um milhão de coisas pra dizer
Mais indo embora calado

Planos que tínhamos
Que juntos fazíamos, de casamento, a todo momento
Ficaram no tempo, jogados ao vento
Para não mais voltar
Para não mais voltar... para não mais

Seu jogo já foi longe demais
Olha que o tempo ele não volta atrás
Não volta atrás
Seu jogo já foi longe demais
Olha que o tempo ele não volta atrás
Não volta atrás

Compositor: Helio Bentes e Emicida

Letra enviada por

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Ponto de Equilíbrio no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS