Sob o Sol

Pitty


Na Roma Negra à beira mar, César é cego de um olho
Me dê motivos pra sonhar que eu te devolvo em dobro
Tão mais o tempo passa, muitos fingem não me ver
As moças da Montanha sabem o que eu quero dizer
E eu sei que eu sou de lá mas também sou de outros

E ela ainda é tão só...
E ela ainda é tão só...

O olho de fora só vê quão alvo é o turbante
Dos becos ninguém quer saber, eu já vi isso antes
Me compre aquela fita, me ensine a sorrir
Os casarões derretem se alguma chuva cair
Em demasia a lhe explorar e alguns acham que isso é amor

E ela ainda é tão só...
E ela ainda é tão só...

E o que tem de bom custei a perceber
Tem toda a gana e o desejo de aprender
A não ressecar mesmo sob o sol

E o que tem de bom contém o meu melhor
É todo anseio e orgulho de ser também
Saber enxergar mesmo sob o sol

Alguns dias de ufania e depois penitência
Espera aquela hora chegar, se ainda houver paciência
Todo velho disco também tem seu lado B
Quem vai na Mata Escura sabe o que eu quero dizer
A lama e o lamento não se revela em foto

E ela ainda é tão só...
E ela ainda é tão só...

E o que tem de bom custei a perceber
Tem toda a gana e o desejo de aprender
A não ressecar mesmo sob o sol

E o que tem de bom contêm o meu melhor
É todo anseio e orgulho de ser também
Saber enxergar mesmo sob o sol

Compositor: Pitty E Fábio Cascadura

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Pitty no Vagalume.FM

ÚLTIMAS

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS