Teatro Amador

Pitter Sebastiana


Arte instantanea é o que se vê
Como uma cena feita por você
É a mesma historia não dá pra entender
A mágica acabou só resta viver

E se a cortina se fechar
Sem aplausos
É hora de parar
É hora de parar
E recomeçar

O tempo mudou e sem perceber
Roteiros vazios tentam esconder
Que a arte está morte
Não sobreviveu
A tempos modernos
Que se compra o que vê

Compositor: Pitter Urany

Letra enviada por Pitter Sebastiana

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Pitter Sebastiana no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS