Vivir Sin Ti no Puedo (tradução)

Pimpinela


Eu não posso viver sem você


Joaquin: Se eu sou noite, és dia

Lucía: Se eu sou a vida, você é a morte

Joaquin: Se eu estou chorando, você está rindo

Lucía: Se eu sou golpe, você é carinho

Joanquín: Eu sou remédio e você o veneno

Lucía e Joaquín: Que se a poderá de todo o sangue

do meu corpo

Lucía: Se eu sou luz, você é trevas

Joaquín: Se sou calma, você é discordia

Lucia: Se eu sou a paz, você é guerra

Joaquin: Se eu sou gato, você se torna mãe

Lucia: E você me machucar, e eu rejeição

Lucia e Joaquin: Mas final à toa

Sempre em seus braços

Lucia e Joaquin: E agora eu não posso viver sem você

Eu não posso viver sem você

Eu quero ir ao seu lado e ao seu lado de volta

E agora eu não posso viver sem você

Eu não posso viver sem você

Você é o motor que impulsiona os meus sentimentos

E agora eu não posso viver sem você

Eu não posso viver sem você

Lucia: E de repente

Lucia e Joaquin: Se eu tiver sede, torna-se vinho

Se você está com frio eu tenho o casaco

Se eu tiver sonho, você se torna cama

Se você está com fome eu tenho apple

Se eu pedir, você responde

A porta que, apesar de tudo

permanece sempre aberta

Lucia: E eu odeio você e eu te amo

Joaquin E eu me machuco e depois me arrependo

Lucia: E eu deixá-lo e protegê-lo

Jake: E eu projetar meus pensamentos

Lucia: E se eu perder, se você não fizer isso eu tenho

Lucia e Joaquin: Tudo pára até você voltar

Até o seu retorno

Lucia e Joaquin: E agora eu não posso viver sem você

Eu não posso viver sem você

Eu quero ir ao seu lado e ao seu lado de volta

E agora eu não posso viver sem você

Eu não posso viver sem você

Você é o motor que impulsiona os meus sentimentos

E agora eu não posso viver sem você

Eu não posso viver sem você

Vivir Sin Ti No Puedo


Joaquín: Si yo soy noche, tú eres día,

Lucía: Si yo soy vida, tú eres agonía,

Joaquín: Si yo soy llanto, tú eres risa,

Lucía: Si yo soy golpe, tú sólo caricia,

Joaquín: Yo soy remedio y tú el veneno,

Lucía y Joaquín: Que se apodera de toda mi sangre

y de todo mi cuerpo. . .

Lucía: Si yo soy luz, tú eres sombra,

Joaquín: Si yo soy calma, tú sólo discordia,

Lucía: Si yo soy paz, tú eres guerra,

Joaquín: Si yo soy gato, tú te vuelves perra,

Lucía: Y me lastimas, y te rechazo,

Lucía y Joaquín: Pero termino quiera o no quiera

Siempre entre tus brazos. . .

Lucía y Joaquín: Y es que no puedo ya vivir sin ti,

Vivir sin ti no puedo,

Quiero irme de tu lado y a tu lado vuelvo. . .

Y es que no puedo ya vivir sin ti,

Vivir sin ti no puedo,

Eres el motor que impulsa a mis sentimientos,

Y es que no puedo ya vivir sin ti,

Vivir sin ti no puedo. . .

Lucía: Y de repente. . .

Lucía y Joaquín: Si tengo sed, te vuelves vino,

Si tengo frío eres el abrigo,

Si tengo sueño, te vuelves cama,

Si tengo hambre eres la manzana,

Si soy pregunta, eres respuesta,

Aquella puerta que a pesar de todo

Siempre sigue abierta. . .

Lucía: Y más te odio y más te quiero,

Joaquín: Y te hago daño y luego me arrepiento,

Lucía: Y te abandono y te protejo,

Joaquín: Y te proyecto en mis pensamientos,

Lucía: Y si me faltas, si no te tengo,

Lucía y Joaquín: Todo se para hasta que tú vuelvas,

Hasta tu regreso. . .

Lucía y Joaquín: Y es que no puedo ya vivir sin ti,

Vivir sin ti no puedo,

Quiero irme de tu lado y a tu lado vuelvo. . .

Y es que no puedo ya vivir sin ti,

Vivir sin ti no puedo,

Eres el motor que impulsa a mis sentimientos,

Y es que no puedo ya vivir sin ti,

Vivir sin ti no puedo. . .

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

ÚLTIMAS

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS