Hermanos ( en Lo Bueno Y en Lo Malo) (tradução)

Pimpinela


Brothers (In The Good And The Bad In)


Brothers (O bom eo mau)

Pimpinela

Composição: Joaquín Galán - Lucía Galán

Joaquin: Quando você nasceu, eu tinha apenas seis anos

Que grande alegria! em breve ter um irmão

E você veio às nove e dez

Uma manhã, no final de maio

E tão grande foi a ilusão

Que, como te levei nos meus braços

eu já tinha esquecido que ele queria um irmão

Lucia: Quando eu estava crescendo, queria estar ao seu lado

Eu me senti muito bem, mas tinha 10 anos

E depois que você começou a andar

Pela maneira que você estava me deixando

E agora da minha infância a minha juventude

Eu tenho memórias que não foram apagados

Eu carrego comigo, meu querido irmão

Lucia e Joaquin Brothers, para melhor ou para pior

sempre juntos, sempre à mão

Sem pedir nada em troca

Irmãos, doce e azedo

Nós aprendemos a escutar

E para entender sem olhar

Hoje estamos juntos, e nada disso mudou

no mesmo curso, de lutar por aquilo que amamos

Lucia: Eu agradeço a Deus, o poder para a frente

A cada contagem de passos com você

Porque com você eu aprendi a viver

sempre melhor lado da estrada, onde há espinhos

Porque você está comigo

Lucia e Joaquin Brothers, para melhor ou para pior

sempre juntos, sempre à mão

Sem pedir nada em troca

Irmãos, doce e azedo

Nós aprendemos a escutar

E para entender sem olhar

Hermanos ( En Lo Bueno Y En Lo Malo)


Hermanos (En el Bueno y en el Malo)

Pimpinela

Composição: Joaquín Galán - Lucía Galán

Joaquín: Cuando tú naciste, yo apenas tenía seis años,

Qué gran alegría ! pronto tendría un hermano,

Y llegaste tú a las nueve y diez,

Una mañana a fines de mayo,

Y tan grande fue aquella ilusión

Que como pude te tomé entre mis brazos,

Ya me había olvidado que quería un hermano. . .

Lucía: Cuando fui creciendo buscaba estar a tu lado,

Te sentía grande aunque tenías 10 años,

Y detrás de ti empecé a andar,

Por el camino que me ibas dejando,

Y hoy de mi niñez a mi juventud

Tengo recuerdos que no se han borrado,

Que llevo conmigo, mi querido hermano. . .

Lucía y Joaquín: Hermanos, en lo bueno y en lo malo,

Siempre unidos, siempre a mano,

Sin pedirnos nada a cambio. . .

Hermanos, en lo dulce y en lo amargo,

Aprendimos a escucharnos,

Y a entendernos sin mirarnos. . .

Hoy estamos juntos, y nada de aquello ha cambiado,

Por el mismo rumbo, luchando por lo que amamos,

Lucía: Le agradezco a Dios, el poder seguir

A cada paso contando contigo,

Porque junto a ti aprendí a vivir

Siempre del lado mejor del camino, donde no hay espinas,

Porque estás conmigo. . .

Lucía y Joaquín: Hermanos, en lo bueno y en lo malo,

Siempre unidos, siempre a mano,

Sin pedirnos nada a cambio. . .

Hermanos, en lo dulce y en lo amargo,

Aprendimos a escucharnos,

Y a entendernos sin mirarnos. . .

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

ÚLTIMAS

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS