De Corazon a Corazon (tradução)

Pimpinela


De coração para coração


Lucia: Não feche as feridas que nos deixam cair

Eu sofro por amor. H

são apagados da memória, que passam ao longo do tempo

Um canto do coração

Joaquin promete não esquecer, é sempre uma tristeza

Quando amamos de verdade

viverá sempre haverá aqueles que ama emoções

Isso me lembro

Lucia e Joaquin: Ouch! amor que nos machucar, pegar-nos, dominar-nos

Oh! frases que amamos sofrer quando você fecha

A lamentar quando você ir, para pedir-lhe para não voltar

A perder se você não é

Lucia e Joaquin: De coração para coração

Não me diga que isso é uma mentira

É isso que nós amamos uma vez

Mesmo que você não perca esquecido

De coração para coração

Não me diga que não é verdade

Isso mesmo se você tem um novo amor

O velho movimento de pensamento

Lucia: Não se esqueça das palavras que foram ditas à alma

E eles fizeram suspirar

Joaquin: E enquanto outros ventos sopram, há sempre um sentimento

Se você realmente queria

Lucia e Joaquin: Ouch! amor que nos machucar, pegar-nos, dominar-nos

Oh! frases que amamos sofrer quando você fecha

A lamentar quando você ir, para pedir-lhe para não voltar

A perder se você não é

Lucia e Joaquin: De coração para coração

Não me diga que isso é uma mentira

É isso que nós amamos uma vez

Mesmo que você não perca esquecido

De coração para coração

Não me diga que não é verdade

Isso mesmo se você tem um novo amor

O velho movimento de pensamento

De Corazon A Corazon


Lucía: No se cierran las heridas que nos dejan las caídas

Que sufrimos por amor,

No se borran del recuerdo, van pasando con el tiempo,

A un rincón del corazón. . .

Joaquín: No se olvidan las promesas, queda siempre una tristeza,

Cuando amamos de verdad,

Vivirán esos amores porque siempre habrá emociones,

Que los hagan recordar. . .

Lucía y Joaquín: Ay! amor que nos lastimas, nos atrapas, nos dominas,

Ay! amor que nos condenas a sufrir cuando estás cerca,

A llorar cuando te vas, a pedirte que no vuelvas,

A extrañarte si no estás. . .

Lucía y Joaquín: De corazón a corazón,

Que no me digan que es mentira,

Que lo que amamos una vez,

Aunque se pierda no se olvida. . .

De corazón a corazón,

Que no me digan que no es cierto,

Que aunque se tenga un nuevo amor,

El viejo irá en el pensamiento. . .

Lucía: No se olvidan las palabras que se han dicho con el alma,

Y que hicieron suspirar. . .

Joaquín: Y aunque soplen otros vientos, siempre queda un sentimiento,

Si se quiso de verdad. . .

Lucía y Joaquín: Ay! amor que nos lastimas, nos atrapas, nos dominas,

Ay! amor que nos condenas a sufrir cuando estás cerca,

A llorar cuando te vas, a pedirte que no vuelvas,

A extrañarte si no estás. . .

Lucía y Joaquín: De corazón a corazón,

Que no me digan que es mentira,

Que lo que amamos una vez,

Aunque se pierda no se olvida. . .

De corazón a corazón,

Que no me digan que no es cierto,

Que aunque se tenga un nuevo amor,

El viejo irá en el pensamiento. . .

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

ÚLTIMAS

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS