Amarga Paixão

Pedro Bento e Zé da Estrada


eu queria esquecer que alguém que nao quer me amar
mas o amor tomou conta de mim e nao quer me deixar
avisei pro meu coraçao, mas nao quis me escutar
e agora nao temos mais jeito de tirar do peito quem quer nos matar

como é triste a gente viver de amor tao carente
é uma dor que corroe dia e noite e nao há quem aguente
e quem ama nunca esquece: o amor nasce pra sempre
no coraçao da esperança que luta e nao cansa dentro da gente

coração carregado de amor, transbordando de saudade
por alguém que nao tem sentimento me despreza sem piedade
me procuro e nao me encontro pelas ruas da cidade
e no colo da noite adormeço sem o endereço da felicidade

com a chave da ingratidao ela abriu o meu peito
e trancou la dentro a paixao e agora nao tem jeito
quem tirar essa dor infinita que se acha no direito
de fazer de mim um sofredor se eu morrer por amor será um crime perfeito

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Pedro Bento e Zé da Estrada no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS