Si no Oigo a Mi Corazón (tradução)

Pedro Aznar


Sim No Oigo A Minha Coração


Ah, o tempo perdido em pensamentos

Que a vida pode ser explicado

Eu tentei curar veneno

porque eu confiava na minha razão?


Uma vez em um mar de palavras me sufocou. Disponíve

E acredite você os ama

Mas, finalmente, o castelo caiu

E por dentro eu sou só eu


Você já sabe que tudo está definido

Que não há mapa que ensina viagem

É a alma que deve cantar

Isso só um tolo começa a correr

Quando a chuva beija seus pés


ao mesmo tempo serve bebidas alcoólicas

Ele anualmente acelera medo

Essa foi a minha bebida sabor amargo

Se eu não ouvir meu coração

Si No Oigo A Mi Corazón


Ah, cuanto tiempo perdido en pensar

Que la vida se puede explicar

Con veneno intenté curación

¿por qué confié en mi razón?


Ya en un mar de palabras me ahogué

Y fue en vano quererlas creer

Pero al fin el castillo cayó

Y adentro sólo estoy yo


Vos ya sabías que todo es parcial

Que no hay mapa que enseñe a viajar

Que es el alma quien debe cantar

Que sólo un tonto se pone a correr

Cuando la lluvia le besa los pies


Sirve el tiempo su mismo licor

Que cada año acelera el temor

Que en mi copa se amargue el sabor

Si no oigo a mi corazón

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS