Lagartinha

Paulo Sérgio


Eu fui ver no sítio uma lagarta infernal
Que deu na lavoura, destruiu meu milharal
E dizem que a lagarta, a lagarta
A lagarta é o fim!

Tudo já comeu
Tudo já roeu
Não deixou nenhum capim

É uma lagartinha engraçada como quê
E o seu nomezinho falam que é curuquerê
E dizem que a lagarta, a lagarta
A lagarta é o fim!

Tudo já comeu
Tudo já roeu
Não deixou nenhum capim

Usei inseticida mas eu nada consegui
Pois ela sorria do meu modo de agir
E dizem que a lagarta, a lagarta
A lagarta é o fim!

Tudo já comeu
Tudo já roeu
Não deixou nenhum capim

Botei pinicilina, gasolina e água raz
Mas a descarada me chegou a pedir mais
E dizem que a lagarta, a lagarta
A lagarta é o fim!

Tudo já comeu
Tudo já roeu
Não deixou nenhum capim

Tudo já comeu, comeu
E tudo já roeu
Não deixou nenhum capim
Não deixou nenhum capim
Não deixou nenhum capim

Letra enviada por

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Paulo Sérgio no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS