Paulinho Moska

Bem na Mira

Paulinho Moska

Beleza e Medo


Ainda estou bem na mira
Na mesma mira de quem j√° tentou me matar
A mesma bala perdida
Cruzando o céu de neblina tentando me encontrar

O seu veneno vem quente
Ardendo em fogo e louco para me queimar
A flecha segue em frente
E seu caminho vem na direção do meu ar

Tão difícil partir, impossível ficar
E ao mesmo tempo n√£o d√°, n√£o d√°, n√£o d√°
Se é pra me atingir eu já sei desviar
Antes de tentar me destruir
Você tem que me amar

O sol j√° foi apagado
E ninguém sabe se um dia voltará a brilhar
A sombra anda ao meu lado
E n√£o consigo sequer dela me despistar

A faca j√° vem cortando
E um novo golpe n√£o p√°ra de nos penetrar
O amor est√° perguntando
O que ser√° dessa vida, ser√° que ser√°?

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta m√ļsica

Ou√ßa esta√ß√Ķes relacionadas a Paulinho Moska no Vagalume.FM
ESTA√á√ēES
ARTISTAS RELACIONADOS