• Vagalume
  • A-Z
  • Estilos
  • Top 100
  • Playlists
  • Rádio
  • Hot Spots
  • Notícias
  • Play
    PLAY

    Nada que você me disser vai fazer eu mudar, parar.
    (Ou deixar de ser o que eu sou)
    Eu sou Patrick Horla Landemberguer
    Começando antes do início e partindo pra eternidade
    E evaporando antes que comecem a achar que é meu fim
    Isso não tem nada a ver com seu Deus ou com seu capeta
    Foda-se suas crenças, e seja mal-vindo ao meu mundo

    Meu sangue é frio igual a Rússia
    Cheio de a Azul da Prússia
    Eu faço Godzilla de ursinho de pelúcia
    Ha Ha, é pra atirar e derrubar, sem ninguém escutar(2x)
    Meu ataque é na minúcia

    Mais louco que o Horla só os porra que suicida
    Mesmo tendo a vida boa
    A patroa e a coroa
    Foda-se sua tentativa, sua alma ainda é viva
    Meu estilo não recua, na rua a voz ecoa, puta delivery
    Foda-se novamente
    Ninguem entende a mente, então foda-se a gente
    Meu negócio, é unico sem sócio, sem ócio
    Eu tenho 30 amigos concervados em fóssil
    Fuck you, middle finger for all
    Stephen King fez o iluminado pensando em mim como um farol
    Minha marola que empreguina
    Chupa minhas bola que repuguina
    Mato 2 mano com 2 cano de uma carabina
    Os cara afina, para as mina, então compara as rima
    Acendo velas que não são feitas de parafina
    Inimigos tremem mais que gelatina
    Descarrego, tiros no chão enquanto eles patinam
    O sangue com cantina, vê minha retina, na matina
    Fabrico módulos que causam nódulos
    Capina o mato pois quando o cavalo empina
    Eu acho que ele não quer nada que vem de baixo
    Isso é loucura
    Exposta como ferida de osso
    É só um esboço que eu faço antes do almoço
    Vocês prefere olhar pra cima no fundo do poço
    Ou olhar pra baixo com a corda no pescoço?
    No zoológico, até no zoológico
    Fodam-se viados e vacas, meu estilo não é ecológico
    Sou um vulcão e minhas lágrimas são magma
    E o que eu engulo a seco desce como facas no diafragma

    Por que que eu vou dizer que não é assim?
    Se o mundo inteiro vive assim até o fim,
    Eles tem medo que o zumbi aqui controle
    Eu sempre soube onde estava o ódio

    Por que que eu vou dizer que não é assim?
    Se o mundo inteiro vive assim até o fim,
    Eles tem medo que o zumbi aqui controle
    Ha Ha Ha

    Meu sangue é frio igual a Rússia
    Cheio de a Azul da Prússia
    Eu faço Godzilla de ursinho de pelúcia
    Ha Ha, é pra atirar e derrubar, sem ninguém escutar(2x)
    Meu ataque é na minúcia

    Não contavam com a minha astúcia

    Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção »

    Comente
    user 300 caracteres restantes. Enviar

    Todas as letras de Patrick Horla

    Publicidade
    Notícias
    Mais notícias »
    Hot Spot
    Top Músicas do Vagalume
    Top 100 »

    As informações deste site são postadas integralmente pelos usuários. É importante dizer que é possível que os dados estejam desatualizados ou incorretos, sendo assim, o Vagalume exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas.Caso haja interesse em remover ou alterar alguma informação, entre em contato conosco.


    É permitida somente a visualização no site das letras de músicas encontradas aqui, vedada sua reprodução através de quaisquer outros meios (Lei 9610/98).Todas as letras de músicas são propriedade dos seus respectivos autores e divulgadas somente para fins educacionais.All lyrics are property and copyright of their owners. All lyrics are provided for educational purposes only.