Sereno

Patricia Marx

NeoclĂĄssico


Sereno, serenou
Quem tem sereno nos olhos perdeu seu amor
Sereno, serenou
Sereno também é orvalho nos galhos da flor

O vento carrega a tristeza no colo do tempo
A noite parece um açoite que fere o luar
O brilho das estrelas de repente se apagou
Por isso Ă© que eu canto serenou

Sereno, serenou
Quem tem sereno nos olhos perdeu seu amor
Sereno, serenou
Sereno também é orvalho nos galhos da flor

Nesta vida tudo passa, também passa a nostalgia
Passa o sereno que embala o poeta e também a alegria
SĂł nĂŁo passa esta saudade que eu carrego noite e dia.

Compositor: Oswaldinho Da CuĂ­ca

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta mĂșsica

Ouça estaçÔes relacionadas a Patricia Marx no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS