Página inicial > P > Parrerito > O Guarda e o Carreteiro

O Guarda e o Carreteiro

Parrerito


Nas estradas bem distante
A saudade aperta e quer me dominar
Piso fundo, sigo avante
No volante eu tenho que me concentrar

Há quase um mês que numa estrada federal
Pisei fundo no pedal e a carreta deslanchou
Foi nesse dia que eu dei a maior mancada
Chegando numa lombada eis que o guarda me parou

Olá seu guarda, sou um carreteiro
Sou caminhoneiro, minha vida Ă© viajar
Nesse regresso saudade tá machucando
Ela está me esperando, tenho pressa de chegar


Nas estradas bem distante
A saudade aperta e quer me dominar
Piso fundo, sigo avante
No volante eu tenho que me concentrar

Há quase um mês que numa estrada federal
Pisei fundo no pedal e a carreta deslanchou
Foi nesse dia que eu dei a maior mancada
Chegando numa lombada eis que o guarda me parou

Olá seu guarda, sou um carreteiro
Sou caminhoneiro, minha vida Ă© viajar
Nesse regresso saudade tá machucando
Ela está me esperando, tenho pressa de chegar

Olá seu guarda, sou um carreteiro
Sou caminhoneiro, minha vida Ă© viajar
Nesse regresso saudade tá machucando
Ela está me esperando, tenho pressa de chegar

Compositor: Raildo, Rossi

Letra enviada por Pedro Paulo Mariano

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta mĂşsica

Ouça estações relacionadas a Parrerito no Vagalume.FM

MIX DE MĂšSICAS