• Vagalume
  • A-Z
  • Estilos
  • Top 100
  • Playlists
  • Rádio
  • Hot Spots
  • Notícias
  • PLAY

    Encontrou algum erro na letra ou tradução? Colabore com a gente clicando nas frases abaixo ou enviando uma correção completa »
    Nihil Morari
    "See me"
    "Hear me"
    "Need me"
    Some things will never change
    "Touch me"
    "Heal me"
    Mankind remains the same

    Oceans
    Forests
    Nations
    Now everything bears our name
    While Earth is bleeding
    Nothing will remain
    Nothing prevails

    We were stuck in this world of change
    Expecting it to remain
    Now nothing is left unstained

    No!

    When there's nothing more that we can trade
    Own
    Steal
    Or sell

    When there's nothing whole because we took it apart
    And
    Just left
    Moved on

    When there's nothing left for us to break
    Use
    Abuse
    Or rape

    Then you're free to count how much you saved

    I can see the ways we fail
    I can see us fall so easily
    A structure far too frail
    I can see 40, 000 years of knowledge and history
    Invested in this child
    Spoiled and stained by proud divinity
    Gaining at best the perspective and wisdom
    Of not even a fleeting century

    We have now reached the final ten thousandth of a second
    of our evolutionary year, as we hit 2, 000 at a birth rate
    of 250 people a minute

    Tell me
    How are we supposed to survive?
    If we're acting like fools
    All dropping dead to stay alive?
    Someone tell me
    Please just show me
    If there's nothing to do, God we'll turn to you
    But if we're an image of you
    I reckon you are just as puzzled and ugly too

    You think we have developed fast; that we're civilized and intelligent
    I'll let you in on a secret: we have developed Things!
    The rest is simply knowledge passed on
    (I can see us drain this world
    I can see us buying loss too cheap
    Terra Sterilia washing its bronken hand of us now
    Creation's blackest sheep!)
    Hell, 99 of humanity couldn't put together a simple light bulb if you put a gun to their heads!
    And the intellect rubs off on fear

    The year 2, 010 AD: 6, 823 Million people
    2, 020 AD: 7, 518 Million people
    2, 030 AD: 8, 140 Million people
    2, 040 AD: 8, 668 Million people
    2, 050 AD: 9, 104 Million people

    I can see us read the signs
    But spell them out in backward travesty
    I see us close our eyes
    To all the wounds that we inflict to this world by being "free"
    We love this world to death
    Purchasing our lifestyles with our lives
    Defending our momentarily nations
    With the loss of our priceless earthly home

    It's not hard to reach the top
    It's not hard not knowing when to stop
    It's not hard to take all
    Not very difficult to fly if you settle for a fall
    It's not hard to cross a line
    It's not hard to push and go to far
    Some creatures cannot climb
    Then there are us who cannot even learn how to stay alive

    I'm sorry!
    For the things we did and did not do
    Forgive us; the fools that rushed ahead without a clue
    I am sorry
    Please forgive us
    For this human lack of humanity
    This evolutionary travesty
    This tragedy called "Man"
    called "Man"

    I'm sorry!
    For the things we did and didn't do
    Forgive us; the fools that rushed ahead without a single clue
    without a single clue
    Nihil Morari
    "Vejam-me"
    "Ouçam-me"
    "Precisem de mim"
    Certas coisas nunca mudarão
    "Toquem-me"
    "Curem-me"
    A humanidade continua a mesma

    Oceanos
    Florestas
    Nações
    Agora tudo carrega nosso nome
    Enquanto a Terra sangra
    Nada restará
    Nada prevalece

    Nós estávamos presos nesse mundo de mudança
    Esperando que ele continuasse
    Agora nada permaneceu sem marcas

    Não!

    Quando não houver mais nada que possamos trocar
    Possuir
    Roubar
    Ou vender

    Quando não houver nada inteiro por termos desmontado tudo
    E
    Simplesmente partido
    Prosseguido

    Quando não houver mais nada que possamos deturpar
    Usar
    Abusar
    Ou violar

    Então você estará livre para calcular o quanto economizou

    Consigo ver as maneiras por quais fracassamos
    Consigo nos ver caindo tão facilmente
    Um estrutura frágil demais
    Consigo ver 40. 000 anos de história e conhecimento
    investidos nessa criança
    estragada e marcada por orgulhosa divinidade
    Ganhando no máximo a perspectiva e sabedoria
    de nem sequer um breve século

    Alcançamos o dez-mil-avo final de um segundo
    de nosso ano evolucionário, ao atingir o ano 2. 000 com uma taxa de nascimento
    de 250 pessoas por minuto

    Me diga
    Como devemos sobreviver?
    Se estamos agindo como tolos
    Caindo mortos para continuar vivos?
    Alguém me diga
    Por favor me mostre
    Se não há nada a fazer, recorreremos a você, Deus
    Mas se somos feitos à sua imagem
    Imagino que você também esteja tão perplexo, e seja tão feio

    Você acha que nos desenvolvemos rapidamente; que somos civilizados e inteligentes
    Te deixarei a par de um segredo: nós desenvolvemos Coisas!
    O resto é só conhecimento passado em frente
    (Consigo nos ver esgotando esse mundo
    Consigo nos verr comprando perdas por uma pechincha
    Terra Sterilia nos lavando de suas mãos deturpadas
    A ovelha mais negra da criação!)
    Diabos, 99 da humanidade não conseguiria trocar uma simples lâmpada com uma arma apontada às suas cabeças!
    E o medo faz o intelecto desaparecer

    Ano 2. 010 AD: 6, 823 bilhões de pessoas
    2. 020 AD: 7, 518 bilhões de pessoas
    2. 030 AD: 8, 140 bilhões de pessoas
    2. 040 AD: 8, 668 bilhões de pessoas
    2. 050 AD: 9, 104 bilhões de pessoas

    Consigo nos ver lendo os sinais
    Mas solentrando-os ao contrário em uma farsa
    Consigo nos ver fechando nossos olhos
    a todas as feridas que infligimos a esse mundo por sermos "livres"
    Amamos esse mundo até a morte
    comprando nossos estilos de vida com nossas vidas
    defendendo nossas nações momentâneas
    com a perda de nosso inestimável lar terreno

    Não é difícil chegar ao topo
    Não é difícil não saber quando parar
    Não é difícil se apossar de tudo
    Não é muito difícil voar quando se busca uma queda
    Não é difícil ultrapassar um limite
    Não é difícil forçar e ir longe demais
    Algumas criaturas não conseguem escalar
    E há nós, que não conseguimos nem sequer aprender a ficarmos vivos

    Eu sinto muito!
    Por todas as coisas que fizemos e não fizemos
    Perdoe-nos; os tolos que avançaram apressadamente, ignorantes
    Eu sinto muito
    Por favor nos perdoe
    Por essa humana falta de humanidade
    Essa farsa evolucionária
    Essa tragédia chamada "Homem"
    chamada "Homem"

    Eu sinto muito!
    Pelas coisas que fizemos e não fizemos
    Perdoe-nos; os tolos que avançaram apressadamente, ignorantes
    ignorantes




    Comente
    user 300 caracteres restantes. Enviar

    Todas as letras de Pain of Salvation

    Publicidade
    Notícias
    Mais notícias »
    Hot Spot
    Top Músicas do Vagalume
    Top 100 »

    As informações deste site são postadas integralmente pelos usuários. É importante dizer que é possível que os dados estejam desatualizados ou incorretos, sendo assim, o Vagalume exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas.Caso haja interesse em remover ou alterar alguma informação, entre em contato conosco.


    É permitida somente a visualização no site das letras de músicas encontradas aqui, vedada sua reprodução através de quaisquer outros meios (Lei 9610/98).Todas as letras de músicas são propriedade dos seus respectivos autores e divulgadas somente para fins educacionais.All lyrics are property and copyright of their owners. All lyrics are provided for educational purposes only.