• Vagalume
  • A-Z
  • Estilos
  • Top 100
  • Playlists
  • Rádio
  • Hot Spots
  • Notícias
  • PLAY

    Encontrou algum erro na letra ou tradução? Colabore com a gente clicando nas frases abaixo ou enviando uma correção completa »
    In The Flesh
    She walks these empty streets alone
    Hiding from something they call "home"
    Hoping to find some peace of mind
    Sometimes we need to walk alone

    She is set on running away
    Though her mom was yelling she must stay
    A wind beaten bird for reasons unheard
    Sometimes it is best to run away

    So fly away, fly away, fly away
    Don't be afraid, don't hesitate, fly away

    Some wear their bruises on their skin
    Others hide their scars deep within
    She has a wound close to her womb
    Blames herself for letting it in

    So fly away, fly away, fly away
    Don't be afraid, don't hesitate, fly away
    But She's afraid, she's afraid, she's afraid
    Anyway
    See those eyes, see those eyes, see those eyes
    Hate and lies, a fire that slowly dies
    But She will fly, she will fly, she will fly
    Before it dies

    Sometimes the hands that feed
    Must feed a mind with a sick need
    And the hands that clutch can be
    The same hands that touch too much
    Eyes that hungrily stare
    Read in an access that's not there
    While eyes close to hide tears
    Or look away in fear
    Run away!

    Passing the open stores
    Hiding her dirty sores
    Seeking asylum among freaks and whores
    What wouldn't she give to be in a society
    Not learning the eyes to be closed but to see

    Now she bites the words
    "Never"
    She kicks the ground
    "Never"
    Swallows her tears
    "Never will I go back"
    She hits the walls
    "Leave me!"
    Scratches herself
    "Leave me!"
    Begs to all Gods
    "Rip me from this sick flesh!"

    "I will always be there"
    "No!"
    She holds her ears
    "You know that I love you"
    Pretends that she doesn't hear
    "We're in this together"
    "We share the same skin"
    Panic in his voice now
    "Free us from sin"

    "Tell me that you love me"
    This is the end
    "I know that you do"
    Of her way
    Never ever again
    Follow me down

    "God forgive this hunger"
    "Please mommy see"
    "Never tell a soul"
    "Is it me?"
    A child will love its parents
    Will follow them down

    She swears to the pavement's heart of stone
    That these city lights will be her home
    But still as they burn she will return
    Back to the adults. . . of her home.
    In The Flesh (tradução)
    Ela anda por essas ruas vazias sozinha
    Procurando por aquilo que chama de "lar"
    Esperando encontrar um pouco de paz
    Às vezes precisamos caminhar sozinhos

    Ela decidiu fugir
    Embora sua mãe gritasse para ela ficar
    Um pássaro abatido pelo vento, por motivos desconhecidos
    Às vezes é melhor fugir

    Então voe para longe, voe para longe, voe para longe
    Não tenha medo, não hesite, voe para longe

    Alguns mostram as feridas na pele
    Outros escondem as cicatrizes no seu interior
    Ela tem uma ferida perto do útero
    Culpa a si mesma por ter deixado isso acontecer

    Então, voe para longe, voe para longe, voe para longe
    Não tenha medo, não hesite, voe para longe
    Mas ela tem medo, ela tem medo, ela tem medo
    De qualquer modo
    Veja esses olhos, veja esses olhos, veja esses olhos
    Ódio e mentiras, uma chama que morre devagar
    Mas ela vai voar, ela vai voar, ela vai voar
    Antes que morra

    Às vezes as mãos que alimentam
    Devem alimentar uma mente com necessidades doentias
    E as mãos que agarram podem ser
    As mesmas que tocam demais
    Olhos que vêem ávidos
    Identificam uma entrada que não está lá
    Enquanto olhos se fecham para esconder lágrimas
    Ou se desviam com medo
    Fuja!

    Passando por lojas abertas
    Escondendo suas feridas sujas
    Buscando asilo entre a escória e as prostitutas
    O que ela daria para estar inserida numa sociedade
    Não aprendendo a fechar os olhos, mas a ver

    Agora ela morde as palavras
    "Nunca"
    Ela chuta o chão
    "Nunca"
    Engole o choro
    "Jamais voltarei"
    Ela bate nas paredes
    "Deixe-me!"
    Se arranha
    "Deixe-me!"
    Implora a todos os Deuses
    "Arranquem-me dessa pele doente!"

    "Eu sempre estarei lá"
    "Não!"
    Ela tampa os ouvidos
    "Eu sei que amo você"
    Faz de conta que não ouve
    "Estamos juntos nisso"
    "Compartilhamos da mesma pele"
    O pânico toma a voz dele agora
    "Liberte-nos do pecado"

    "Diga que me ama"
    É o fim
    "Eu sei que você me ama"
    Do caminho dela
    Nunca, nunca mais
    Me siga

    "Deus perdoe essa fome"
    "Por favor, mamãe, veja"
    "Nunca conte a nenhuma alma"
    "Sou eu?"
    Uma criança vai amar seus pais
    Vai segui-los

    Ela jura ao coração de pedra da calçada
    Que as luzes dessa cidade serão seu lar
    Mas enquanto elas queimam, ela vai voltar
    Voltar para os adultos... de seu lar.


    by Vagner "Sieg" Saraiva




    Comente
    user 300 caracteres restantes. Enviar

    Todas as letras de Pain of Salvation

    Publicidade
    Notícias
    Mais notícias »
    Hot Spot
    Top Músicas do Vagalume
    Top 100 »

    As informações deste site são postadas integralmente pelos usuários. É importante dizer que é possível que os dados estejam desatualizados ou incorretos, sendo assim, o Vagalume exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas.Caso haja interesse em remover ou alterar alguma informação, entre em contato conosco.


    É permitida somente a visualização no site das letras de músicas encontradas aqui, vedada sua reprodução através de quaisquer outros meios (Lei 9610/98).Todas as letras de músicas são propriedade dos seus respectivos autores e divulgadas somente para fins educacionais.All lyrics are property and copyright of their owners. All lyrics are provided for educational purposes only.